Tome as rédeas da sua mente: autorregulagem é a chave para enfrentar os desafios da crise

publicado 03/04/2020 18h46, última modificação 03/04/2020 18h46
Rio de Janeiro – Saiba como manter o equilíbrio emocional para uma liderança assertiva
“Ansiedade e desequilíbrio mental são sensações comuns. Quando nosso cérebro tem altos índices de estresse, ele roda no automático_, afirma Ana Paula Gonçalves, fundadora e sócia-diretora do FlowMind.jpg

“Ansiedade e desequilíbrio mental são sensações comuns. Quando nosso cérebro tem altos índices de estresse, ele roda no automático", afirma Ana Paula Gonçalves, fundadora e sócia-diretora do FlowMind

No dicionário, a definição da palavra resiliência é a propriedade física que alguns corpos têm de voltar ao normal após ser submetido a um impacto. No sentido figurado, podemos entender como a capacidade de se adaptar facilmente às mudanças e saber lidar com a pressão sem se deixar abalar. Na edição digital do Fórum de Gestão, que aconteceu no dia 02/04, Ana Paula Gonçalves, fundadora e sócia-diretora do FlowMind, defendeu que ter resiliência é essencial para liderar em momentos de crise, mas que não é suficiente.

“Estamos enfrentando um inimigo invisível e não temos perspectivas de quando isso tudo vai acabar. Mantemos nosso sistema nervoso constantemente em estado de alerta porque nosso cérebro entende este momento como perigo”, afirmou Ana Paula. “Quando nos é exigido um tempo de resiliência muito longo, nosso sistema não aguenta. É como se estivéssemos encharcando nosso corpo com adrenalina o tempo todo, o que desencadeia manifestações físicas, como estresse, palpitações, dores musculares e de cabeça”, continuou.

Por isso, segundo a especialista, a autorregulagem é a chave para lidar com os desafios, principalmente em momentos de crise. “Fazemos parte de um sistema aberto, onde os estímulos externos nos influenciam e nossos estímulos internos influenciam o ambiente. Agora, as análises, perspectivas e notícias são, em sua maioria, estímulos negativos”, disse Ana Paula. “Ansiedade e desequilíbrio mental são sensações comuns. Quando nosso cérebro tem altos índices de estresse, ele roda no automático. Para que a gente consiga raciocinar, tomar decisões inteligentes e exercer nossa liderança, precisamos ficar alheios aos estímulos negativos e controlar nossa mente”, destacou Ana Paula.

 

TOME AS RÉDEAS DA SUA MENTE

Para Ana Paula, fazer uma gestão de si é ter autoconsciência para realizar um trabalho mais produtivo, criativo e feliz. “Embora a gente tenha a impressão de que fazemos várias coisas ao mesmo tempo, a ciência já comprovou que nosso cérebro foca em um estímulo por vez. Isso comprova que podemos escolher onde colocar nossa atenção, que eu posso escolher qual informação ou notícia vai ditar meu dia”, salientou.

Durante o webinar, ela ensinou um exercício para tirarmos o foco desses estímulos negativos para pensar com clareza antes da tomada de decisão. Veja os passos abaixo:

1. Feche os olhos.

2. Perceba o seu estado emocional: você está calmo, agitado, energizado ou ansioso, por exemplo? No entanto, não se identifique com essa sensação, lembre-se de que ela é passageira.

3. Se você continuar de olhos fechados, é bem provável que comece a focar em outras coisas, como memórias e tarefas. Neste momento, comece a observar sua respiração para que ela seja seu único ponto de atenção. A ideia aqui não é controlar a respiração, apenas prestar atenção.

4. Crie uma imagem mental da respiração, como se fosse um pequeno fio. O cérebro se concentra melhor com imagens.

“A respiração é o ponto de equilíbrio do nosso sistema. Sempre que precisar regular suas emoções e harmonizar seus sentimentos, reserve dez minutos do seu tempo e faça esse exercício”, finalizou Ana Paula.

 

O QUE É O FÓRUM DE GESTÃO?

Com foco na abordagem de soft skills, cada vez mais exigidas no mercado, o Fórum de Gestão é uma iniciativa gratuita e exclusiva* para associados da Amcham. Mindfulness, inteligência emocional, negociação e gestão de tempo são alguns dos temas já debatidos.

PARA QUEM?

Executivos de empresas associadas que têm interesse em aprimorar soft skills e, assim, se destacar no mercado de trabalho. Por ser uma iniciativa gratuita, há um limite de dois participantes por organização.

*Durante a pandemia de Covid-19, transformamos nossos eventos presenciais em programação digital. Fique de olho no nosso calendário e faça parte do nosso hub de conteúdo!