A transparência é o grande atrativo de talentos das empresas, afirma CEO da Love Mondays

publicado 10/07/2018 08h30, última modificação 10/07/2018 09h26
Campinas – Presente no Amcham Talks, Luciana Caletti abordou principais qualidades das organizações
Luciana Caletti

“As pessoas reconhecem e sentem quando a empresa é real, verdadeira e transparente”, aponta executiva

Com um mercado de trabalho abertamente competitivo, onde os modelos de startup cada vez mais tomam o imaginário dos jovens que procuram por um emprego, se destacar e se tornar referência para quem busca uma oportunidade tem se tornado um grande desafio para as empresas. Para falar sobre o tema, Luciana Caletti, CEO da Love Mondays, esteve presente no Amcham Talks, no dia 13/6, em Campinas.

Para Caletti, o controle sobre as informações e dados da empresa é o primeiro passo para aquelas que têm como objetivo se tornarem o desejo de muitos trabalhadores. “Hoje em dia, muitas empresas não têm controle de seus dados. No momento em que vivemos, informação é poder e, se você não tem informação, também não tem o poder de tomar as decisões corretas e se posicionarem estrategicamente”, lembra.

O mesmo controle de dados, segundo Caletti, também possibilita que a empresa desenvolva outro quesito, que em sua opinião é o principal para aqueles que desejam atrair talentos: a transparência. “Com certeza a transparência é o principal fator de atração de talentos. As pessoas reconhecem e sentem quando a empresa é real, verdadeira e transparente com seus clientes e com seu público interno. Mais do que qualquer outro benefício, esse é o que retém e atrai as melhores pessoas”.

O conjunto dessas ações são os principais passos para que as mesmas se tornem parte do tão sonhado nicho de “marcas empregadoras”, No entanto, para Caletti, o que encerra esse ciclo e coloca de vez as empresas dentro do círculo são as opiniões do público interno. “Mais significativo e impactante que externalizar o quanto sua empresa é desejada no mercado, é importante que ela seja desejada e amada por quem já está dentro. Segundo os dados da Love Mondays, o funcionário falando sobre a empresa tem cerca de três vezes mais credibilidade do que o próprio CEO”, finalizou.