Skip to content. | Skip to navigation

Case Liv Up: como gerar impacto socioambiental com propósito

publicado 06/08/2021 16h59, última modificação 11/08/2021 15h19
Confira 4 dicas para unir tecnologia, meio ambiente e pessoas com sucesso
Case Liv Up_podcast amcham brasil.jpg

#5_Case Liv Up: o negócio que driblou a pandemia com seu propósito, com Henrique Castellani e Filipe Scarinci

Com propósito e responsabilidade socioambiental, a Liv Up, startup de alimentação saudável, conseguiu triplicar seu faturamento durante a pandemia da COVID-19. Inovação, tecnologia, pessoas e meio ambiente foram os ingredientes dessa receita que garantiu a saúde financeira do negócio. 

Convidamos o Diretor de Operações e co-fundador da Liv Up, Henrique Castellani, para nos contar os bastidores dessa jornada, no episódio dessa semana do nosso podcast ‘Um Case pra Chamar de Seu’ - disponível em todas as plataformas digitais. Ele compartilhou os detalhes, alegrias e ciladas dessa história. Nosso gerente de inovação, Filipe Scarinci, também participou no papel de especialista.

Ouça o episódio principal

O CASE LIV UP

Fundada em 2015 por Henrique Castellani e Victor Santos, a Liv Up trouxe para o mercado brasileiro um produto inovador: a venda de alimentos ultracongelados.

A ideia da startup nasceu depois de uma conversa entre os dois fundadores. Henrique relembra a pergunta que Victor fez: “Como você está se alimentando?”. Ele conta que sempre buscaram ter uma alimentação saudável e uma vida fisicamente ativa, mas os dois viviam um dia a dia corrido, o que tomava tempo e os impedia de cozinhar saudável. Além disso, havia poucas opções de alimentação saudável no mercado e elas eram caras.

Depois de muito estudo e pesquisa de mercado, deles decidiram apostar em duas grandes tendências:

1- Alimentação boa: as pessoas vão querer, cada vez mais, comer melhor;

2- Digital forte: as pessoas vão se relacionar, cada vez mais, com o digital.

“Elas vão querer saber como são feitos os produtos, de onde vem, se os ingredientes são orgânicos, se existe uma relação humana e sustentável com a cadeia”, afirma Henrique.

Assim, com campanhas de marketing fortes e estruturadas e a promoção de uma alimentação cada vez mais saudável e consciente, a Liv Up tem gerado impacto socioambiental positivo e se tornado um grande case de sucesso no mercado das foodtechs. 

Em 2019, a Liv Up foi a vencedora do Prêmio “O Futuro Unicórnio Brasileiro” na categoria alimentação. Em 2020, a foodtech foi vencedora da premiação “Zendesk CX Awards” na categoria especial PME’s. As captações de investimentos não param na Liv Up e a startup de alimentação tem tudo para se tornar, nos próximos anos, uma startup unicórnio.

“A gente começou com um produto muito específico: as refeições congeladas, entregava praticidade, sabor e qualidade. Mas, a partir de 2021, a Liv Up é o mercado online para pessoas que querem comer bem. Temos produtos in natura, laticínios, carnes, refeições prontas, agora temos um portfólio super completo”, declara Henrique. 

Ele conclui, enfatizando que, ainda hoje, permanecem os 2 princípios do começo: trabalhar com alimentação boa e digital forte.

 

1- FOQUE NO CLIENTE

“Entenda muito bem o seu cliente, foque nele para buscar soluções”, aconselha Henrique Castellani.

Com o avanço das tecnologias e o uso em massa das mídias sociais, o comportamento dos consumidores também mudou muito nos últimos tempos. As redes sociais aproximaram os clientes das marcas, promovendo uma comunicação e participação mais ativa dos clientes no dia a dia das organizações, fortalecendo a experiência do cliente.

Henrique Castellani destaca que tecnologia, dados e comunicação são essenciais para construir uma relação mais próxima com o cliente. Para ele, canais de comunicação são pontos-chave para entender a opinião dos clientes e as tendências para entregar valor.

“Conseguir ver as tendências e de fato implementar ajuda você a criar uma relação de confiança e parceria com o cliente”, conclui Henrique.

Filipe Scarinci concorda sobre a importância de “criar o canal para conseguir entender se está conseguindo acertar ou não. Na medida em que ver o que está errado ou como acertar ainda mais, é preciso agir rápido para conseguir aumentar o valor para o cliente”.

 

2- FAÇA PROJEÇÕES

“Vejo muita gente só projetando o cenário bom, mas não é bem assim que as coisas acontecem”, alerta Henrique.

Estude o mercado e faça projeções: o que pode ser feito em cada cenário? É importante se preparar para diferentes possibilidades.

Para Henrique, ter resiliência também é importante para superar os desafios dos momentos difíceis, pois um empreendedor pode ter o pior e melhor momento da sua vida no mesmo dia. 

No entanto, é preciso ficar atento: “Às vezes, as pessoas confundem ser resiliente com insistir na mesma solução”, afirma Henrique. 

 

3- ESCOLHA BONS PARCEIROS

“O desalinhamento é a receita ideal para o fracasso”, declara Henrique Castellani.

Ele alerta para a escolha dos parceiros, tanto sócios como sócio-investidores. É importante estar em sinergia de pensamentos e estratégias. Um negócio construído sob uma parceria ruim e divergente em diferentes aspectos pode sofrer consequências negativas.

 

SAIBA MAIS: Conecte o seu negócio às melhores startups do mercado 

 

4- CONSTRUA A CULTURA DA EMPRESA

“Sempre pensamos o meio ambiente como peça fundamental do negócio. Fazia parte do nosso DNA desde o dia zero. Construindo coisas genuínas e verdadeiras que tragam esse impacto positivo para cadeia, você alavanca demais o seu negócio”, aconselha Henrique.

A construção da cultura organizacional é fundamental para a estratégia de gestão do negócio. Henrique afirma que, embora ela seja desenvolvida de maneira relativamente orgânica, é preciso ir guiando essa construção focando no relacionamento interno. “Você deve propagar, em toda a empresa, que todos estejam respirando a mesma cultura, alinhada ao propósito”, afirma.

Desenvolver uma cultura organizacional de proximidade com o time é crucial para aumentar o engajamento, motivação dos colaboradores e gerar impacto social.  “Estar perto do time o tempo todo é impossível, mas estar perto do time é possível. Eu ouço alguns gestores dizendo que não têm tempo. Se você não tem tempo para o seu time, tem alguma coisa estranha acontecendo”, alerta Henrique Castellari.

Assim, estar junto e construir uma cultura organizacional forte, focada no propósito, é fundamental para o sucesso da gestão e da responsabilidade social.

 

DICAS DO ESPECIALISTA

Filipe Scarinci, nosso Gerente de Inovação, participou como especialista do case Liv up e compartilhou suas percepções e visões sobre: empreendedorismo corporativo com propósito e geração de impacto socioambiental.

“Se você vai empreender, seja dentro ou fora de uma empresa, entre para resolver um problema e seja apaixonado por resolver problemas”, declara Filipe.

Ele apontou a importância de trabalhar com um propósito genuíno, verdadeiro e equilibrado, sempre liderando pelo exemplo.

Confira outras dicas e insights de Filipe Scarinci no episódio bônus do ‘Um Case pra Chamar de Seu’ e saiba como a sua empresa pode gerar impacto socioambiental.

 

OUÇA AGORA O EPISÓDIO BÔNUS