Case Rocket.Chat: como tornar a sua startup global

publicado 23/07/2021 16h39, última modificação 23/07/2021 16h43
Descubra quais fatores podem contribuir para a internacionalização do seu negócio
Case Rocketchat_tornar a sua startup global.jpg

#3_Case Rocket.Chat: de startup brasileira a uma plataforma global em 4 anos, com Gabriel Engel e Marcelo Rodrigues

De startup brasileira à plataforma global, a Rocket.Chat, software de comunicação de código aberto (open source), é a nossa convidada da semana no nosso podcast ‘Um Case pra Chamar de Seu’ - o episódio está disponível em todas as plataformas digitais. 

Convidamos Gabriel Engel, CEO e fundador da Rocket.Chat pra bater um papo com a gente e contar os detalhes, alegrias e ciladas que trouxeram a startup gaúcha até aqui. Também contamos com a participação especial de Marcelo Rodrigues, nosso Diretor de Inovação e Novos Negócios.

Ouça o episódio principal aqui:

 

O CASE ROCKET.CHAT

Fundada em 2015 por Gabriel Engel, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, a Rocket.Chat é uma plataforma de gestão da comunicação que possibilita a criação de chats, grupos e canais facilitando a colaboração entre empresa e cliente, e entre os colaboradores. Ela também pode ser integrada à ferramentas e aplicativos como Slack, Facebook, WhatsApp entre outras.

“Decidimos que aquela forma de comunicação tinha que ser não só da empresa com o cliente, mas também dentro da empresa, de um colega com outro. Precisava ser uma comunicação 360”, afirma Gabriel Engel.

Além disso, a Rocket.Chat tem como modelo de negócio o Open Source - um software de código aberto que permite ser visto, modificado e compartilhado por qualquer pessoa. 

“A transparência do código aberto não é só do produto, também é de toda empresa”, declara Gabriel Engel, ao falar sobre a cultura de transparência e abertura da Rocket.Chat, também fundamentada em pilares como confiança, colaboração, quebra de barreiras geográficas e espírito de dono. Essas características da cultura organizacional foram cruciais para que a startup se tornasse global e recebesse prêmios como:

  • O Bossie Awards de Melhor Aplicação de Código Aberto, em 2016

  • O 1º lugar no All Things Open’s Startup Competition, em 2017

  • A sua melhor colocação no Capterra’s Top 20 Remote Work & Livechat Software e também o Constellation' ShortList™ de Enterprise Group Messaging, em 2020

Em 2017, a Rocket.Chat foi a vencedora da primeira edição do Amcham Arena em Porto Alegre. De lá pra cá, a startup se tornou um hub de comunicação global, presente em mais de mil empresas, em mais de 150 países. 

Gabriel Engel atribui o sucesso em conseguir se tornar a sua startup global à estratégia de ter estabelecido o inglês como língua oficial da empresa desde o início. 

“As primeiras pessoas que se envolveram, se interessaram e entraram em contato com a Rocket.Chat foram pessoas de fora do Brasil” declara Gabriel. Ele conclui que, além do inglês ter aberto a porta mais facilmente para a internacionalização da startup, o modelo de negócio open source impulsionou a busca pela solução inovadora da empresa.

Confira agora 3 fatores fundamentais que trouxeram a Rocket.Chat até aqui e que ajudarão você a tornar a sua startup global:

 

1- SONHE GRANDE

Defina onde você quer chegar. Sonhar é muito importante, e são os sonhos e aspirações que nos fazem querer conquistar resultados e gerar transformação.

Por isso, o primeiro passo é sonhar grande. Pense no que você quer atingir daqui a 4 ou 5 anos e faça projeções. Somando a isso, é fundamental desenvolver a capacidade de execução, ou seja, tirar os projetos e planos do papel e ter foco para colocar tudo em prática.

Todas essas projeções e sonhos são a fundação sobre a qual você construirá o futuro da sua empresa, garantindo que ela prospere nos anos seguintes.

 

2- PENSE A LONGO PRAZO

Não trate todas as relações como transações. Permita que os processos aconteçam, que o mercado experimente o seu produto ou serviço e que as oportunidades apareçam. É muito importante trocar o pensamento de curto prazo, do lucro imediato e crescimento rápido, e ter foco no longo prazo, em que o desenvolvimento e aprendizado são contínuos.

Ao pensar a longo prazo, é importante considerar alguns assuntos e decisões que podem surgir no futuro. “Falar sobre divórcio, antes de casar”, essa analogia de Gabriel Engel representa o quão essencial é conversar e deixar alguns assuntos definidos e combinados sobre o futuro da empresa desde o dia zero. Por exemplo: a venda da empresa ou parte dela, caso um sócio queira sair da sociedade, entre outros.

Gabriel faz outro alerta importante sobre o registro de marca. Assim, se você está iniciando sua empresa ou startup e quer torná-la global, preocupe-se em registrar sua marca.

 

3- LEMBRE-SE: VOCÊ NÃO É TODO MUNDO

Não é porque todo mundo abre uma empresa ou desenvolve um negócio de um jeito que a sua empresa precisa ser criada e desenvolvida seguindo o mesmo padrão. Encontre soluções mais ágeis, simples e funcionais para transformar suas ideias em soluções globais. Descubra novos tipos de inovação e como aplicá-los ao seu negócio.

É fundamental pensar em modelos de negócios diferentes e inovadores, ou seja, não ter medo de sair do padrão e desenvolver novos processos e soluções. O CEO da Rocket.Chat acredita que é transformador e necessário sempre tentar encontrar uma maneira melhor de fazer algo que não seja do jeito mais tradicional. 

“Cada vez mais, o mundo irá pertencer às empresas que entendem isso. O Brasil tem tudo para ser um país exportador de inovação, muito mais do que somos hoje. A tecnologia nos permite fazer isso de qualquer lugar do mundo” defende Gabriel.

 

DICA BÔNUS: O INGLÊS PODE TORNAR A SUA STARTUP GLOBAL

“O fato de termos tornado o inglês a língua oficial desde o início nos ajudou muito”, conta Gabriel Engel, que defende a oficialização da língua inglesa nas startups que desejam ser globais.

Aquelas startups que têm planos de se internacionalizar e construir uma marca global no futuro devem começar, desde o dia zero, com o inglês como língua oficial. Deixar isso para depois só tornará o processo de mudança e expansão mais difícil e lento.

“Quanto antes você puder tornar o inglês a língua oficial da empresa, mais cedo as coisas se organizarão e o trabalho de se internacionalizar será mais orgânico”, garante Gabriel.

 

DICAS DO ESPECIALISTA

Marcelo Rodrigues, nosso Diretor de Inovação e Novos Negócios, fez o papel do especialista do case. No episódio bônus, ele compartilhou algumas dicas sobre o que uma empresa grande precisa ter para conseguir aumentar a sua capacidade de execução de uma ideia, de acordo com sua visão de mercado.

“A grande necessidade é que as empresas tenham líderes de média e alta gestão com conhecimento sobre o que está acontecendo no mundo. É importante que essas lideranças sejam capazes de compreender a sua própria cultura para transformá-la e alinhar os indicadores, caso contrário, a cultura pode matar a estratégia. Ou seja, se não mexer na cultura, as coisas não irão acontecer”, afirma Marcelo Rodrigues.

Descubra outras dicas e insights de Marcelo Rodrigues para as grandes empresas desenvolverem a capacidade de execução e de Gabriel Engel para tornar a sua startup global no episódio bônus do ‘Um Case pra Chamar de Seu’. O episódio semanal, curto e prático do podcast dos bastidores empresariais.

 

OUÇA AGORA O EPISÓDIO BÔNUS