CEO Fórum Uberlândia reuniu 400 líderes interessados em inovar e conectar negócios

publicado 14/11/2018 14h41, última modificação 14/11/2018 14h57
Uberlândia - O evento levou tendências, ideias e as mais novas ferramentas do campo da inovação
ceo fórum uberlândia.jpg

A Amcham Uberlândia recebeu aproximadamente 400 empresários no dia 09/11 para mais uma edição do CEO Fórum, um dos principais encontros empresariais de Minas Gerais. Com o tema “Inove, conecte e acenda”, o evento trouxe três especialistas de peso para falar sobre inovação e estimular o investimento nesse setor. Um deles foi o pesquisador dinamarquês Peter Kronstrom, head do Copenhagen Institute for Future Studies (CIFS) da América Latina, organização que orienta empresas públicas e privadas sobre o futuro. Peter abordou as megatendências tecnológicas que estão influenciando o futuro como a sociedade da rede, do conhecimento, democratização, indústria 4.0, entre outros.

Segundo ele, é preciso pensar no futuro e fazer uma análise atual do que está acontecendo no mundo. “Todos os dias recebemos uma turbulência de informações e tecnologias, o que pode ser desesperador as vezes, mas isso também aumenta as oportunidades de conquistar algo novo”, destacou Peter.

João Pedro Paro, presidente da Mastercard Brasil e da Cone Sul, falou sobre inovação e segurança nas transações. Ele tratou de ferramentas como biometria, reconhecimento facial e NuDetect, software que coleta dados do usuário e reconhece como ele reage via inteligência artificial. A tecnologia inclusive aprende a agir de forma semelhante ao dono do aparelho, com o objetivo de imitar a pessoa da melhor forma possível, seja para comprar algo, fazer reservas ou mesmo por segurança. “O futuro somos nós que fazemos. Não acredito em invenção. Creio em evolução e as empresas precisam estar cada vez mais conectadas aos consumidores”, reforça João. 

Outro importante convidado do fórum foi David Taff, CEO da Siemens Investment Company e vice-presidente da Energy Finance. No evento, ele tratou da transformação dos negócios e sugeriu algumas apostas para o futuro nas áreas de meio ambiente, urbanização e mudanças climáticas. As palestras foram mediadas por Felipe Calixto, presidente da Sankhya Gestão de Negócios. “Todos somos consumidores de inovação. Mas ao invés de esperar a chegada de um próximo lançamento, de uma nova tecnologia, por que não criar uma nova tendência? A ideia é fazer algo novo para mudar a vida das pessoas e deixar um legado. Criar um ambiente além de físico, cultural, de consumir inovação”, destaca Felipe.

Para Mariana Batista, gerente regional da Amcham Uberlândia, debater sobre as novas tendências no mercado da inovação é a chave para os negócios do futuro. “A dinâmica da sociedade atual exige das empresas uma nova postura e a inovação é ferramenta fundamental. Diante disso, é necessário criar um ambiente adequado, estimulando a reflexão de novas ideias. Foi isto que nos propusemos a fazer nessa edição do evento por meio de cases, palestras sobre gestão de pessoas, estratégias, ferramentas, comportamento, entre outros. O objetivo do Fórum foi trazer a discussão acerca do que as empresas precisam passar para integrarem essa realidade tecnológica que está cada dia mais presente na vida dos consumidores”, finaliza.

O evento, que está na 12ª edição, teve a programação ampliada para o período da tarde, com uma série de talks abordando temas relacionados ao comportamento do consumidor, inovação empresarial, tecnologia, tendências, ferramentas para a gestão dos negócios e outros. Ao todo, foram quatro horas de palestras com 15 palestrantes distribuídos em três palcos simultâneos. A intenção foi promover a exposição de temas que estimulem a cultura da inovação nas empresas como um todo e não somente na área da tecnologia.