Mercado de trabalho do futuro terá mais empreendedores e menos empregados

publicado 10/07/2018 08h40, última modificação 10/07/2018 09h26
Campinas - Durante o Amcham Talks, fundador da Exboss e sócio da 99Jobs falou sobre mudanças no trabalho
Alexandre Pellaes

Pellaes afirmou que os impactos das mudanças já são sentidas no mercado

As mudanças no mercado de trabalho não são mais parte de um futuro. Todas estão acontecendo neste exato momento e terão impacto direto nas novas configurações de sociedade: é o que defende Alexandre Pellaes, fundador da Exboss e sócio da 99Jobs, presente no festival Amcham Talks, no dia 13/6, em Campinas.

Pellaes, que palestrou para cerca de 200 executivos durante o festival, afirmou que os impactos das mudanças já são sentidas no mercado. “Nós estamos em um processo de transição do modelo ‘é só mais um dia de trabalho para acabar’ para o modelo ‘é menos um dia de vida’. Os jovens de hoje tem essa percepção de que, ao estarmos insatisfeitos no trabalho, apenas esperamos o dia passar, mas também teremos menos um dia para viver”.

Frente a esta nova forma de pensar, Pellaes afirma que o empreendedorismo será cada vez mais o protagonista das novas configurações do mercado de trabalho: “Veremos com mais frequência jovens empreendedores, porque essa inquietude perante os modelos tradicionais de emprego, em que você é apenas uma peça de uma engrenagem maior que visa algo que não tem nada a ver com fazer o bem para quem está abaixo, nos obriga a criar nossos próprios trabalhos, que diferente do emprego, é algo que tem propósito e nos move”.

A escolha por ingressar nesta nova configuração do mercado ou de desviar em quanto for possível é inteiramente das empresas, mas Pellaes alerta que as que optarem por fechar os olhos para a mudança estará aplicando em si mesma um prazo de validade. “Teremos que decidir se vamos aceitar as mudanças e a nova realidade ou se continuaremos o caminho de desviar das antas, que não será de sucesso por muito mais tempo”, finalizou.