Saiba como os principais setores da economia de Pernambuco estão inovando

publicado 22/09/2020 18h04, última modificação 22/09/2020 19h48
Recife – PE Avança 2020 contou com conteúdos diferentes que abordaram turismo, saúde, educação, logística e transportes, mercado imobiliário, construção civil e outros
PE Avança 2020 contou com 18 transmissões diferentes que abordaram turismo, saúde, educação, logística e transportes, mercado imobiliário, construção civil e outros

A inovação é fundamental para criar um estado competitivo: esse foi o tema do PE Avança 2020. Com uma experiência totalmente digital, o evento teve como propósito tratar sobre o processo de inovação e reinvenção dos principais setores econômicos do Estado de Pernambuco: indústria, serviços e agropecuária.  

Um dos Estados mais inovadores do Brasil e residência do Porto Digital, Pernambuco foi tema de conteúdos em vídeo durante o mês de setembro. Todas as gravações já estão disponíveis da página oficial do evento. As discussões vão do futuro da saúde até os vinhos do Vale São Francisco.  

 

SERVIÇOS 

O setor de serviços representa 75,3% do PIB pernambucano e foi o que mais sofreu com o cenário turbulento causado pela pandemia. Mas, como toda crise, esta é mais uma oportunidade de fazer diferente e descobrir novos caminhos. A partir de agora, os desafios serão diferentes – e, por isso, a agenda de inovação neste setor não pode parar.  

Sendo assim, convidamos profissionais pernambucanos renomados, líderes de segmentos e instituições, personalidades que inspiram e autoridades para debaterem sobre inovação em segmentos como turismo, saúde e educação, por exemplo. Clique aqui e acesse todos os conteúdos sobre serviços.  

 

INDÚSTRIA 

Outro setor de destaque do Estado é a indústria. Cada vez em maior número, multinacionais escolhem Pernambuco para instalar suas fábricas e centros de pesquisa. Com as regras do jogo mudando e sem fórmula pronta para o que virá: é hora de explorar as oportunidades com agilidade e aproveitar as vantagens do momento para acelerar investimentos estratégicos.  

Por isso, nossos debates inovação na indústria conta também com debates de temas diversos, como mercado imobiliário, construção civil e cidades do futuro. Clique aqui e acesse todos os conteúdos sobre indústria.  

 

AGRONEGÓCIO 

A chamada Revolução 4.0 chegou ao agronegócio brasileiro. O setor já é referência mundial em produtividade, sendo responsável por 21,4% do PIB do país, e se tornou o principal motor da atividade econômica durante a pandemia.   

O crescimento deve continuar, mas é preciso estar atento ao novo contexto. Por isso, discutir mecanismos para ampliar o investimento em inovação será essencial para a retomada do setor em Pernambuco. 

Assim, reunimos especialistas no tema para debater sobre assuntos que vão desde a produção de vinhos no Vale do São Francisco até os desafios e oportunidades do agronegócio pernambucano. Clique aqui e acesse todos os conteúdos sobre Agropecuária. 

 

ESTADO QUE AVANÇA 

Berço de importantes centros de inovação, Pernambuco foi o 1˚ núcleo econômico do Brasil e, hoje, tem o maior parque tecnológico do país: o Porto Digital. Da capital ao interior, o pernambucano tem o empreendedorismo em seu DNA.  Além disso, em Recife, capital do Estado também possui uma das melhores infraestruturas para negócios do país. Caruaru também é hoje um dos maiores polos de economia criativa e, Petrolina, parte da Rota de Tecnologias de Informação e Comunicação do Ministério de Desenvolvimento Regional. 

“As empresas já têm uma percepção muito forte da importância da nossa região e existe até uma questão social para encontrar soluções para pessoas em vulnerabilidade social e isso fortalece muito nosso ecossistema”, afirmou Rodrigo Vasconcelos, Presidente da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação de Pernambuco e Paraíba (Assespro PE/PB), durante o painel “Inovação Fomentando o crescimento de negócios em Pernambuco” 

“Procuramos atrair investimentos, melhorar o ambiente de negócios e gerar um ambiente favorável para a transformação digital, procurando conectar as cadeias tradicionais com nosso ecossistema de inovação”, comentou Bruno Schwambach, Secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, durante o painel “As perspectivas para retomada do Estado”