Amcham-Brasília debate perspectivas de clientes jurídicos

publicado 14/04/2014 15h45, última modificação 14/04/2014 15h45
Brasília - Para Luciano Malara, diretor jurídico da Dell, intenções e formas de atendimento precisam ser ajustadas
brasilia-foto01.jpg-6136.html

A frequente falta de adaptação dos escritórios e departamentos jurídicos em atender as demandas, priorizando a visão do cliente, é enfatizada por Luciano Malara, diretor jurídico da Dell Computadores. Conforme explica, durante exposição no comitê aberto de Legislação na Amcham-Brasília, em 19/3, no âmbito interno (departamentos jurídicos) é importante manter o padrão de atendimento em diferentes áreas da empresas. No entanto, quando falamos de atendimento às companhias nacionais ou internacionais estas exigências mudam. (confira aqui a apresentação completa).

“O escritório pode perder receita com a prestação de serviço objetiva, mas, ganhará a médio e longo prazo: fidelidade, confiança e a certeza de respostas rápidas, objetivas e diretas”, completa o executivo.  A seguir, a íntegra da apresentação do diretor jurídico da Dell, Luciano Malara, na Amcham-Brasília, em 19/3:


 

registrado em: