Área jurídica deve se aproximar da estratégia do negócio, segundo presidente da Yara Brazil

publicado 07/08/2018 10h09, última modificação 07/08/2018 11h05
Porto Alegre - Lair Hanzen destacou a necessidade do departamento ter visão pró-negócio
estratégia de negócio.jpg

O que o CEO espera do Executivo Jurídico? A tendência para a área jurídica é que a equipe seja cada vez menos ‘advogada’ e cada vez mais gestora, participando ativamente da estratégia do negócio. Essa foi a conclusão da discussão do Comitê Jurídico de Porto Alegre, realizado no dia 18/07 com Lair Hanzen, Presidente da Yara Brazil e VP Yara Global, e Gianfranco Cinelli, Diretor Jurídico Yara América Latina.

Segundo os especialistas convidados, o departamento jurídico deve possuir uma visão pró-negócio, deixando claros os limites legais e levando em conta a estratégia da empresa – ou seja,  devem deixar claro até onde a empresa pode ir em cada iniciativa e preparar os negócios para as possíveis consequências legais de cada ação.

 

Influência da tecnologia

Mesmo o tema sendo o departamento jurídico, a tecnologia não deixou de ser pauta. Hanzen mencionou as Lawtechs e novas ferramentas como sinais de que os tempos estão mudando. “Os números são brutais e até assustadores. Robôs fazem em segundos o que demoramos horas para fazer”, lembra. Nesse contexto, os profissionais jurídicos, e profissionais em geral, devem, sempre, ter uma visão estratégica do negócio.

 

Necessidade de lideranças

Em outro momento, Hanzen colocou a liderança como característica fundamental, mas ainda escassa no mercado de trabalhos em geral. De acordo com ele, as empresas têm muitos gerentes, mas poucos líderes. As organizações estão cada vez mais precisando dessas lideranças em todas as áreas e cargos.