Na Amcham, procurador Carlos Lima, da Lava Jato, debate medidas anticorrupção na quinta-feira (9/2)

publicado 07/02/2017 16h56, última modificação 07/02/2017 16h56
São Paulo – Procurador aborda temas ligados à Lava Jato e alterações no projeto de lei sobre combate à corrupção

O procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima, membro da Operação Lava Jato do Ministério Público Federal (MPF), estará na Amcham – São Paulo na quinta-feira (9/2) às 8h para debater medidas anticorrupção e o impacto das mudanças no projeto de lei 4850/2016. O texto estabelece regras de combate e prevenção de atos ilícitos e está em tramitação no Senado.

O encontro será uma reunião conjunta dos comitês de Compliance e Legislação da Amcham, e faz parte dos esforços da Amcham de ampliar e difundir práticas de adequação às leis nas companhias brasileiras. A participação dos comitês é composta por advogados, diretores jurídicos e executivos de compliance de empresas de todos os portes e segmentos.

 Sobre a Operação Lava Jato

A Operação Lava Jato é a maior investigação de corrupção e lavagem de dinheiro do Brasil. Formada por procuradores do MPF, a Lava Jato foi deflagrada em 2014 pela Polícia Federal (PF), que cumpriu uma centena de mandatos de prisão e condução coercitiva para investigar um esquema de desvio de recursos na Petrobras. Dando andamento ao processo, a PF constatou o envolvimento de outras organizações criminosas, além de empresários e políticos.

De acordo com o MPF do Paraná, o dinheiro repatriado chega perto de um bilhão de reais, montante sete vezes superior ao que já foi recuperado no Brasil em casos anteriores de corrupção.

registrado em: