Procurador da Operação Lava Jato debate medidas anticorrupção na Amcham – São Paulo

publicado 29/03/2016 08h32, última modificação 29/03/2016 08h32
São Paulo – Carlos Lima, da força-tarefa da Lava Jato, apresenta medidas do Ministério Público Federal para combate à corrupção
carlos-lima-8919.html

O Procurador Regional da República Carlos Fernandes dos Santos Lima, membro da força-tarefa da operação Lava-Jato (Ministério Público Federal), estará na Amcham – São Paulo na quarta-feira (30/3), para debater mudanças sistêmicas no processo de combate à corrupção no Brasil.

Lima também apresentará as propostas do Ministério Público Federal para a detecção e prevenção de atos ilícitos chamados de “10 medidas de combate à corrupção”. Em linhas gerais, as medidas buscam evitar a ocorrência de práticas de corrupção, criminalizar o enriquecimento ilícito, elevar penas de corrupção e dar agilidade aos julgamentos.

Até o final de março, o MPF coletou mais de dois milhões de assinaturas à proposta, que será enviada ao Congresso para a criação de um projeto de lei contra a corrupção.

Sobre a Operação Lava Jato

Deflagrada em 2014, a Operação Lava Jato é uma investigação da Polícia Federal do Brasil para identificar e prender os responsáveis por um esquema de lavagem de dinheiro suspeito de movimentar mais de R$ 10 bilhões de reais em propinas dadas a funcionários da Petrobras para favorecimento de negócios com a estatal. Em 2015, a operação alcançou políticos, banqueiros e empreiteiras acusados de participação no esquema.

Os 21 procuradores da República designados para a operação já investigaram quase 500 empresas e pessoas envolvidas e prenderam mais de 100 acusados, fazendo da Lava Jato a maior investigação sobre corrupção conduzida no Brasil.

registrado em: