Mercado de tablets e smartphones começa a crescer no Brasil

por andre_inohara — publicado 25/05/2011 16h40, última modificação 25/05/2011 16h40
São Paulo – Consumidores brasileiros descobrem as funcionalidades dos tablets e smartphones.
fabio_2.jpg

A chegada dos tablets e a popularização dos smartphones está ampliando as possibilidades de negócios e lazer. No Brasil, essa evolução está sendo impulsionada pelo aumento do consumo principalmente de smartphones e dos serviços de dados.

“As indústrias estão pensando em como aproveitar da melhor forma as oportunidades de uso dos tablets e smartphones, seja para uso corporativo ou voltado ao consumidor final”, disse o sócio da consultoria Accenture, Fábio Mittelstaedt, durante o comitê de TIC da Amcham-São Paulo ocorrido nesta quarta-feira (25/05).

No mundo corporativo, os departamentos de Tecnologia da Informação (TI) terão trabalho reforçado, diante da necessidade de investir em adaptações e novos aplicativos gerenciais.

Tanto os tablets como os smartphones ampliaram a mobilidade dos usuários, que acessam conteúdo corporativo ou a internet nos mais diversos locais e não precisam mais de um computador fixo para realizar essas operações.

Dificuldades técnicas

“No Brasil, o motor inicial do uso de tablets e smartphones acaba sendo por aplicativos de entretenimento”, contextualizou o sócio da Accenture. “E isso é bom, porque causa experimentação”. Desse modo, as indústrias já começam a pensar em aplicativos “mais úteis para elas”, acrescentou.

Segundo Mittelstaedt, há pouco tempo, a experiência de navegação na web era ruim nos dispositivos móveis. As telas eram pequenas e a conexão, lenta, argumentou. “Agora que os planos de dados não estão tão caros e os aparelhos melhoraram em termos de visualização gráfica, as pessoas estão vendo que seu uso não é só para leitura de e-mail.”

O consultor disse que o Brasil possui gargalos de infraestrutura tecnológica, mas esse problema ainda está longe de restringir o crescimento dos dispositivos. “As pessoas estão agora começando a comprar pacote de dados. A sobrecarga de banda larga não acontecerá de forma tão rápida por aqui.”

Oportunidades trazidas pelos dispositivos móveis

Acompanhando as mudanças no padrão de uso da tecnologia, a operadora Claro detectou algumas tendências. “O design e modelo dos aparelhos não é mais tão importante”, comentou Ricardo da Silva Santoro, diretor executivo de TI da operadora Claro.

O consumidor está mais interessado nas funcionalidades dos dispositivos, como integração com Facebook, Twiter e Flickr, disse ele.

Santoro apresentou alguns dados da consultoria Gartner, que estimam que 468 milhões de smartphones e 50 milhões de tablets serão vendidos em 2011. Dos 50 milhões de tablets, 25% deles devem ser comprados por empresas, “o que aumenta a previsão dos gastos de TI”.

Em contrapartida, a previsão de vendas de PCs em 2011 e 2012 tende a cair em função do aumento de vendas de tablets.

Santoro também apresentou outro dado, da consultoria Canalys, sobre smartphones, que corrobora a expectativa de forte crescimento. No primeiro trimestre de 2011, as vendas ao redor do mundo somaram US$ 101 bilhões, ante US$ 55,2 bilhões do mesmo período de 2010. Foi um crescimento de 83%.

A Ásia liderou o movimento de expansão de vendas, partindo de um faturamento de US$ 18,8 bilhões no primeiro trimestre de 2010 para US$ 37,3 bilhões neste ano – expansão de 98%. A América Latina foi a segunda região que mais cresceu em termos percentuais (86%), saindo de US$ 3,5 bilhões para US% 6,5 bilhões.

No Brasil, as vendas de smartphones se expandiram devido à queda de preços dos aparelhos e serviços de dados, o que está trazendo mais consumidores de tecnologia, segundo o gerente de estratégia de negócios em celulares da LG, Rodrigo Tamellini Ayres.

De acordo com informações das consultorias GFK e Androlib, as vendas de smartphones no Brasil saltaram de 193 mil unidades em março de 2010 para 528 mil em março do ano seguinte. No mesmo período, o preço médio dos aparelhos caiu de R$ 966 para R$ 694, ao passo que os aplicativos disponíveis para smartphones avançou de 39 para 308.

 

registrado em: