Skip to content. | Skip to navigation

5 práticas ESG para revolucionar pequenas e médias empresas

publicado 12/05/2022 12h22, última modificação 12/05/2022 13h25
ESG: um conceito complexo, com práticas necessárias e benéficas. Saiba mais sobre o assunto!
práticas ESG.png

O ESG (Environmental, Social and Governance) compreende uma série de padrões e boas práticas que têm como objetivo determinar se os costumes de uma empresa são conscientes, sustentáveis e devidamente gerenciadas. 

Desenvolver as práticas ESG internamente é fundamental para assegurar que sua empresa se destaque para os grandes investidores do mercado financeiro, já que eles estão de olho nas organizações que se preocupam em diminuir os impactos na natureza e preservam os processos administrativos saudáveis e responsáveis.

Conquistar um selo ESG pode proporcionar inúmeros benefícios para a sua organização. Confira as vantagens e melhores práticas!

 

Qual a origem da sigla ESG?

Como falamos, ESG é a sigla para Environmental, Social and Corporate Governance que, traduzindo para o português, significa Ambiental, Social e Governança Corporativa. Essa sigla atribui-se às melhores práticas ambientais, sociais e de gerenciamento para empresas.

Se enquadrar nos padrões da ESG são exigências do novo mercado, onde os clientes e os investidores passam a se preocupar com a atuação da organização no que se refere às esferas sociais, ambientais e administrativas.

Esse termo foi criado em 2004 em uma publicação do Pacto Global em parceria com o Banco Mundial, chamada Who Cares Wins.

 

Vantagens de adotar práticas ESG

Abaixo listamos alguns dos principais benefícios em adotar as práticas ESG nos negócios. Vamos lá!

 

Incentiva o investimento 

Os princípios que antes eram tidos como não financeiros, hoje são reconhecidos como uma parte importante no desempenho das empresas. 

Afinal, organizações que adotaram as práticas ESG são mais estáveis, têm uma menor probabilidade de escândalos ligados à corrupção, racismo e menos potencial de deteriorar o meio ambiente. Além disso, são consideradas mais confiáveis para os investidores e para os clientes.

Outra ação empresarial que pode atrair mais investimentos é a admissão de hábitos sustentáveis e a preocupação social, pois essas empresas também são consideradas mais fortes em períodos de crise. Conforme matéria publicada na Forbes, existem mais de 500 fundos de investimentos ligados à sustentabilidade só nos Estados Unidos.

 

Melhora a performance financeira

Com mais investimento sendo feito na organização, a performance financeira também é ampliada. Além disso, o selo ESG também é bem-visto pelos clientes e pelo governo, fazendo com que o gestor não tenha perdas ao se enquadrar aos critérios.

 

Fortalece as relações com os clientes

A organização que adota a ESG adquire uma boa reputação e atende os valores que são reconhecidos pelos clientes. Com isso, fidelizar o seu público torna-se muito mais fácil.

 

Melhora o turnover e a retenção de talentos

O ESG também fomenta práticas que visam a qualificação e o cuidado com as equipes de uma empresa, realizando treinamentos, capacitações, benefícios, bons salários, plano de carreira, ambiente de trabalho saudável e muito mais.

Esses processos de gestão de RH são a forma ideal para promover a cultura e um clima organizacional de qualidade e assim garantir uma equipe de alto potencial, reduzindo custos com demissões e contratações.

 

Diminui o desperdício e os custos de produção

Em todos os pilares do selo ESG está incluso a prática da redução de custos, sejam relacionados a novas contratações, a multas por descumprimentos da lei ou a processos que geram desperdícios na produção.

Desta forma, o desenvolvimento de novos hábitos e a mudança da cultura organizacional vai otimizar ainda mais a lucratividade dos negócios. Sustentabilidade e ESG andam juntos.

 

Conheça 5 práticas de ESG

A mudança de hábitos promovida pela ESG mostrou às empresas que essas práticas já não são mais uma escolha, seja pela exigência dos fundos de investimento ou por conta dos investidores ativos. 

Entretanto, buscar melhorias no longo prazo com práticas que, se implementadas de maneira incorreta, podem trazer prejuízos no curto prazo não é tão simples, e nesse ambiente existem algumas condutas de ESG surgindo que podem ser úteis para que a sua empresa não caia nessa cilada. Conheça algumas dessas boas práticas.

 

1. Viabilizar a gestão de resíduos e a conscientização da equipe

É necessário que os processos de produção sejam melhorados de forma que administrar bem os resíduos aconteça de forma eficiente. Além disso, os colaboradores precisam ser treinados e capacitados, pois eles são a peça fundamental na produção.

Utilizar relatórios e periodicamente fazer auditorias internas pode esclarecer a situação da empresa em relação às normas que devem ser seguidas. E, após a ação, fazer o feedback com a equipe, pontuando as melhorias necessárias.

 

2. Reduzir os riscos no ambiente de trabalho

Ter o cuidado com os colaboradores e com a sua qualidade de vida começa a proporcionar um ambiente seguro de trabalho. Neste caso, tenha um responsável pela segurança do trabalho, para garantir que seu negócio esteja seguindo todas as regulamentações existentes.

As equipes de colaboradores devem ser treinadas para sua própria segurança e todos os equipamentos de proteção individual EPI devem estar em dia e sendo utilizados.

Lembre-se que o custo para atender a todas essas exigências é muito pequeno perto do que um acidente de trabalho pode trazer a sua empresa.

 

3. Desenvolver programas de benefícios aos colaboradores

Ter colaboradores engajados traz muitas vantagens: mais produtividade, melhor atendimento ao cliente e melhor clima de trabalho para todos.

E para que a sua equipe se sinta bem cuidada e motivada, é necessário haver a valorização do seu trabalho oferecendo benefícios diferenciados, como vale-alimentação, vale presentes, orientações nutricionais, gympass, entre outros.

Lembrando que benefícios garantem a qualidade de vida e estimulam o bom trabalho.

 

4. Promover a diversidade e inclusão dentro da empresa

Promover a diversidade e a inclusão de colaboradores de várias etnias, orientação sexual, identidade de gênero, idade, classe social etc., na empresa não é apenas (embora seja também) contratar uma equipe mais diversa.

A inclusão requer reunir essas pessoas para aproveitar o potencial criativo e profissional das suas diferenças e valorizar com igualdade as suas habilidades profissionais.

Também é responsabilidade da empresa garantir um ambiente de respeito e não-exclusão para que todos possam ser reconhecidos, começando pela liderança da empresa. 

 

5. Implementar programas de treinamento e desenvolvimento 

Para que todas essas mudanças aconteçam de forma mais tranquila e organizada é fundamental que os colaboradores estejam preparados para isso.

Portanto, implementar programas de treinamento e desenvolvimento para os funcionários trará muitos benefícios para a organização, já que haverá melhores habilidades técnicas, colaboradores mais confiantes e menos erros nos processos.

Além disso, proporcionar o desenvolvimento dos profissionais possibilita que eles se sintam parte fundamental da empresa, e que esta se preocupa com eles. Assim, serão mais engajados em suas demandas diárias.

 

1ª Trilha de Capacitação para fornecedores ESG 

A Amcham Brasil é a parceria ideial para o treinamento e o desenvolvimento de colaboradores e lideranças, com programas de capacitação desenvolvidos e ministrados em parceria com instituições e especialistas do mercado.

Uma agenda completa e que apresenta a sua primeirTrilha de Capacitação para fornecedores ESG. Um programa completo de formação de executivos focado no desenvolvimento de parceiros e cadeia de suprimentos.

São 3 módulos em formato 100% digital e com o objetivo de capacitar executivos e times de lideranças para responderem aos desafios dos pilares ESG aplicados para fornecedores.

Confira a condição especial até 26 de maio. Garanta a sua vaga!