Amcham-Campinas lança Prêmio ECO e mostra importância de motivação da equipe para avançar em projetos sustentabilidade

por marcel_gugoni — publicado 05/06/2012 18h17, última modificação 05/06/2012 18h17
Campinas – Premiação de sustentabilidade completa 30 anos e já está com as inscrições abertas para companhias de todo o País
ecocamp195.jpg

A motivação da equipe é peça essencial para colocar em prática projetos de sustentabilidade. Sem um time engajado com a causa, a ação fica mais difícil de ser concretizada. Este foi um dos destaques do evento de lançamento do Prêmio ECO 2012 na Amcham-Campinas, nesta terça-feira (05/06), no Dia Mundial do Meio Ambiente. A premiação completa 30 anos e já está com as inscrições abertas para companhias de todo o País.

Veja também: Inscreva-se no Prêmio Eco 2012

O Prêmio ECO está ampliando o número de projetos vencedores: em cada categoria, agora serão cinco condecorados, sendo três de grandes empresas e dois de pequenas e médias. As inscrições são feitas exclusivamente via internet, no site da premiação (www.premioeco.com.br).

Thiago Char, engenheiro químico, da área de Pesquisa e Desenvolvimento da Kimberly-Clark, evidenciou a importância do envolvimento da equipe, assim como de fornecedores e outros parceiros. Ele foi um dos envolvidos na criação do papel Neve Naturalis, feito totalmente com fibras reutilizadas.

Veja também: Kimberly-Clark vence Prêmio ECO 2011 na categoria Sustentabilidade em Produtos e/ou Serviços

Char mostrou que, ao repensar o ciclo de vida do produto, o projeto visava a tornar-se mais sustentável nas mais variadas etapas, em um processo mais limpo, incluindo também a redução de tamanho das embalagens para ampliar a capacidade de transporte e usar menos plástico em sua composição.

Segundo ele, a rede de supermercados Walmart Brasil comprou a ideia e contribuiu com o projeto por meio de uma parceria de venda exclusiva, focada em destacar o processo de produção mais limpo do papel. O case rendeu um troféu no Prêmio ECO 2011 na categoria Sustentabilidade em Produtos e/ou Serviços.

Leia mais: Walmart quer envolver todos os seus fornecedores em cadeia sustentável

Na Kimberly-Clark, tanto a motivação da equipe envolvida com o projeto quanto o engajamento do Walmart ajudaram a obter o reconhecimento. “O prêmio veio para motivar a equipe e fazer as pessoas participarem ainda mais”, afirmou. Char diz que até a divulgação do produto foi facilitada, tamanha mídia espontânea que o Prêmio ECO cria.

Menos resíduos

Renato Ferreira, gerente de qualidade e meio ambiente do grupo Libra, da área de logística e comércio exterior, também indicou que o envolvimento dos colaboradores é necessário para que os projetos deem certo.

Uma das iniciativas apresentadas por ele visava a separar resíduos perigosos no momento do descarte, como o caso de filtros de óleo das máquinas e equipamentos, para que não contaminassem outros restos de materiais utilizados. Entram ainda na categoria de perigosos resíduos como pilhas, lâmpadas e tintas.

Veja também: Libra Terminais conquista Prêmio ECO 2011 com solução inovadora para redução e tratamento de resíduos perigosos

Os insumos gerados acabaram reutilizados nos maquinários e tudo só foi possível porque os funcionários envolvidos na iniciativa passaram por um programa contínuo de conscientização e educação ambiental, como conta Ferreira. O segredo foi “envolver, treinar e conquistar as diversas áreas geradoras de resíduos perigosos em prol de um objetivo comum”.

“Pelo fato de o trabalho ser tão operacional, o reconhecimento da equipe é importante”, afirmou. A empresa ganhou o Prêmio ECO 2011 em Práticas de Sustentabilidade ligadas aos Processos na categoria de empresas de grande porte. O reconhecimento ajudou a dar divulgação ao trabalho e, por consequência, dar ainda mais apoio interno aos processos sustentáveis.

registrado em: