Celpe: Transformando lixo em energia limpa

publicado 09/12/2016 11h51, última modificação 09/12/2016 11h51
Projeto gera energia reaproveitando gás de resíduos orgânicos que seriam descartados em aterros
celpe-4727.html

Através de um projeto inovador, a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) construiu uma unidade de geração alternativa de energia limpa a partir do biogás de resíduos que seriam descartados em aterros sanitários. A iniciativa, pioneira no país, recebeu o Prêmio Eco na categoria Processos - Empresas de Grande Porte.

A unidade de geração alternativa de energia funciona no Camará Shopping, município de Camaragibe, Região Metropolitana do Recife, com potência instalada de 30 kW. A instalação conta com dois biogestores, com capacidade de 30 metros cúbicos de resíduos sólidos - restos de comida e biomassa não lenhosa (folhagem) – e um gasômetro de 30 m³, que armazena o biogás. Inicialmente, a geração de energia do biogás é usada para suprir parte da demanda do estabelecimento: caso haja excedente, a energia é injetada no sistema da Celpe.

Como o sistema é baseado no aproveitamento do lixo orgânico, isso significa que esses dejetos não serão mais descartados em aterros. Nesses locais, esse material entraria em decomposição e emitiria gases de efeito estufa, principalmente o gás metano, cerca de 21 vezes mais nocivo à atmosfera do que o gás carbônico. A utilização do biogás para geração de energia representa um grande ganho em termos de sustentabilidade: evita o descarte de resíduos, emissão de gases de efeito estufa e ainda gera energia.

Além disso, o modelo desenvolvido tem potencial de replicação dos resultados a nível nacional. A geração de energia no próprio local de consumo, usando esses materiais que seriam descartados, pode representar uma alternativa a locais que não se tem coleta de lixo ou esgoto, diminuindo o problema e garantindo a geração de energia limpa.

Para a Celpe, a iniciativa projeta a empresa nacionalmente, com aumento do valor da marca e reputação e criando novas oportunidades de negócios. A empresa está investindo mais de R$ 3,9 milhões em equipamentos, capacitação profissional, desenvolvimento da tecnologia, instalação e acompanhamento após a implantação.

registrado em: