Dow neutraliza emissão de carbono gerada nas Olimpíadas

publicado 09/12/2016 12h14, última modificação 09/12/2016 12h14
Em parceria com o Comitê Olímpico, empresa conseguiu mitigar 620 mil toneladas de CO²
dow-9486.html

Grandes eventos têm enormes impactos socioambientais nas cidades-sede. Com os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que aconteceram entre cinco e 21 de agosto de 2016, não foi diferente. Pensando nisso, a Dow, parceira do Comitê Olímpico Internacional (COI), desenvolveu programas de mitigação de emissões de carbono, algo inédito na história dos jogos, ajudando os organizadores a entregar o evento com menos impactos ambientais. A empresa foi reconhecida pelo pioneirismo e ganhou o Prêmio Eco na categoria Processos – Empresas de Grande Porte.

Para mitigar as emissões de gases do efeito estufa ligadas ao evento, a empresa realizou oito projetos entre 2014 e 2016 em diversos países da América Latina, que serão acompanhados até 2026. A companhia construiu parcerias com agricultores, indústrias e empresas de infraestrutura para ser mais eficiente. Alguns exemplos são a adoção de tecnologias de embalagens que reduzem o uso de matéria-prima, adoção de painéis termoisolantes na construção civil, eficiência no uso do solo para produção agrícola, adoção de fontes energéticas limpas como biomassa e recuperação de pastagens degradadas.

Além disso, a empresa investiu em soluções inovadoras que garantiram o bem-estar de atletas, parceiros e espectadores nas instalações associadas aos jogos (como a Vila dos Atletas, centros e estádios), nos aeroportos e centros de mídia. A companhia também se engajou no compromisso de conscientizar milhares de brasileiros a respeito da sustentabilidade e das mudanças climáticas através de ações nos anos de 2015 e 2016.

Como resultado, as ações conseguiram mitigar 620 mil toneladas de gás carbônico – mais que o total proveniente da organização e entrega das Olimpíadas, que ficou em torno de 580 mil toneladas. Até 2026, a Dow e a organização olímpica têm como objetivo mitigar um adicional de 1,5 milhão de toneladas de gases.

registrado em: