e-Book Amcham: cinco ações para diagnosticar a discriminação racial em empresas

publicado 21/03/2019 14h12, última modificação 22/03/2019 17h10
Brasil - Um guia para melhorar seu ambiente de trabalho e promover a diversidade racial
e-Book Diversidade Racial.jpg

Conteúdo exclusivo disponível para download no Amcham Connect

Estamos na década Internacional dos Afrodescendentes instituída pela ONU. Já está na hora de por a mão na consciência corporativa para entender o que você e sua empresa fazem para diminuir a desigualdade racial que divide nosso país.

Compilamos as informações e dicas fundamentais para transformar sua empresa de exclusiva para inclusiva e, assim, mudar o futuro da desigualdade racial no nosso país.

BAIXE AQUI: Diversidade Racial: Como promovê-la e como ela pode contribuir com o seu negócio?*

Lançado no Dia Internacional Contra a Discriminação Racial, no dia 21 de março, o e-book, disponível em nossa plataforma Amcham Connect, é gratuito e estará disponível para o público em geral gratuitamente por 30 dias.

Com base nesta publicação, listamos as cinco perguntas necessárias para se fazer pra perceber o quão inclusiva é sua empresa”

 

“Será que praticamos a discriminação racial em nossa empresa?”

Como sua empresa lida com a discriminação racial? É denunciada? É acobertada ou abafada? Você já viu alguém cometendo um ato de discriminação racial para com algum colega negro? Qual foi seu posicionamento?

Essa é a primeira pergunta a se fazer para entender a profundidade das mudanças necessárias. Entender se os funcionários são discriminativos para com colegas negros é fundamental para dar o pontapé inicial na mudança da sua empresa.

 

“Nossa empresa é inclusiva, promove respeito a todas as pessoas e se beneficia com a valorização da diversidade?”

Existem funcionários negros na sua empresa? Se sim, quantos deles ocupam cargos altos? Esses funcionários são respeitados e celebrados? Como um funcionário negro se sente no ambiente de trabalho?

Valorizar as diferenças dos funcionários e ajudá-los a explorar seu potencial cria profissionais melhores, que farão o nome da sua empresa, também, melhorar.

 

“O que estamos fazendo ou deixando de fazer que contribua para acentuar a desigualdade racial no país?”

A sua empresa é engajada com ONGs e projetos de inclusão social? Negros são contratados ou considerados em processos seletivos? Sua empresa ajuda a construir um funcionário negro, que não teve as mesmas oportunidades que um funcionário branco?

Pode parecer inofensivo, mas, processos seletivos que só pessoas brancas são chamadas denuncia a posição da sua empresa perante a diminuição da desigualdade racial. A mudança começa dentro de casa.

 

“O que podemos fazer para contribuir com a promoção efetiva de tratamento justo e oportunidades iguais para todas as pessoas?”

Algum potencial funcionário negro já foi descartado por que não tinha um curso de inglês, por exemplo?

O quanto, realmente, é prejudicial para uma empresa contratar um funcionário e dar a ele um curso básico de inglês? Construir um funcionário quebra barreiras para futuras gerações e abre espaço para outros funcionários negros entrarem em sua empresa.

 

“Respeitamos a diversidade ou devemos fazer mais e buscá-la na composição de nossas equipes?”

Olhe em volta, quantos colegas negros você tem no seu setor? E na empresa inteira?

Mais de 50% da população brasileira se identifica como negra. O normal seria que mais de 50% dos funcionários das empresas fossem negros. Se seus colegas são, em sua grande maioria, brancos, há muito espaço para sua empresa ser inclusiva.

 

*Disponível para não-sócios até 22/abr/19.