Skip to content. | Skip to navigation

ESG em empresas familiares: como as práticas influenciam negócios que atravessam gerações

publicado 14/04/2022 11h22, última modificação 14/04/2022 12h36
Para descobrir quais tipos de mudanças na gestão de empresas familiares o ESG está causando, você precisa conferir este post!
esg em empresas familiares.jpeg

Você sabe quais são os impactos de ESG em empresas familiares? Fatores sociais, ambientais e de governança se tornam cada vez mais importantes para as companhias na realização de transações, entrega de trabalho e na definição de sua perspectiva estratégica, de maneira geral.

Como o senso geral de urgência para lidar com as alterações climáticas aumenta cada vez mais, a sustentabilidade não é mais somente uma estratégia de marketing. As práticas sustentáveis são primordiais para agregar valor à companhia em longo prazo.

Pensando em ajudar você a descobrir como as práticas ESG influenciam os negócios que atravessam gerações, preparamos este post com as principais informações sobre o tema. Continue a leitura para conferir os detalhes.

 

O que é ESG?

ESG é uma sigla em inglês para as palavras “environmental, social and governance” que podem ser traduzidas para o português como ambiental, social e governança. Em geral, o termo é usado para medir as práticas ambientais, sociais e de governança de uma companhia.

Assim, uma empresa que adota o ESG deseja diminuir os seus impactos no meio ambiente, melhorar os seus processos de administração e construir um mundo mais responsável e igualitário para a sociedade ao seu redor. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é preciso optar por ter bons resultados financeiros em um negócio ou construir um mundo mais sustentável.

Na realidade, ter responsabilidade social, preocupar-se com o meio ambiente e adotar melhores práticas de governança são quesitos que auxiliam no balanço das companhias. Essa é uma das principais razões para que o ESG tenha se tornado tão popular.

Em outras palavras, podemos dizer que empresas que se comprometem com as melhores práticas de gestão conseguem adotar uma operação mais sustentável em diferentes quesitos. Entre eles, a gestão de riscos e com relação aos aspectos econômicos. Consequentemente, geram melhores resultados com o passar do tempo.

 

Como as práticas de ESG estão influenciando os negócios familiares?

De maneira geral, podemos dizer que o ESG conta com uma forte relação com o legado e a finalidade das famílias empresárias. Essa é uma vantagem competitiva com relação às demais companhias.

Em razão de sua natureza, as organizações pertencentes a famílias contam com uma visão de longo prazo, preocupam-se em perpetuar o legado social, devolvendo para a comunidade parte de suas conquistas, e valorizam a perenidade do negócio. Assim, elas já costumam atuar em conformidade com a agenda ESG.

Inclusive, de acordo com o Credit Suisse Family 1000, foi observado que as companhias familiares costumam ter resultados de pontuação ESG ligeiramente melhores do que as demais empresas.

Além disso, as empresas familiares mais antigas costumam ter pontuações ESG mais altas do que aquelas que são mais recentes. Isso costuma ocorrer porque, como elas contam com processos mais consolidados, apresentam condições de se concentrarem em outros ramos que não estão relacionados diretamente com a sua atividade principal, mas que também são importantes para a sustentabilidade do negócio.

 

Quais tipos de mudanças na gestão isso está causando?

Os conceitos de diversidade e sustentabilidade estão cada vez mais valorizados, especialmente, pelas novas gerações. As pessoas enxergam na agenda ESG um propósito para os negócios que acrescenta competitividade às companhias.

A tendência é que a profissionalização crescente das empresas familiares e a chegada das novas gerações de herdeiros ao comando desses negócios acelerem a transição para uma nova fase ESG.

Com o aumento da pressão para que as companhias adotem compromissos verdadeiros com as estratégias ESG, a fim de evitar que esse seja um projeto que não vai para frente, existe uma cobrança cada vez maior pela transparência nas informações e pela mensuração de resultados. Isso tudo contribui para o amadurecimento e o desenvolvimento desse conceito.

 

Quais são os desafios do ESG para esse tipo de negócio?

Um dos maiores desafios de aplicar o ESG em empresas familiares é com relação ao quesito governança, especialmente, quando fazemos uma comparação com as demais companhias não familiares.

O estudo do Credit Suisse Family 1000 aponta que os conselhos de administração de empresas familiares, em geral, são menos diversificados. Além disso, eles costumam ter menos inclinação a adotarem um posicionamento público com relação à diversidade e aos direitos humanos.

 

Como as empresas familiares podem superar esses problemas?

Para superar esse tipo de situação, é fundamental que a governança nas empresas familiares seja aprimorada, adotando um comprometimento com a transição para um mundo mais sustentável.

A adesão ao ESG deve estar em conformidade com a essência do negócio, começando pelo topo da pirâmide corporativa (conselho de administração e acionistas). Dessa maneira, passa uma mensagem consistente aos colaboradores e demais líderes da companhia.

Também é fundamental que o discurso esteja, de fato, alinhado com a prática diária. Trata-se de uma alteração na cultura da empresa que exige o engajamento de todos, inclusive, de fornecedores e parceiros, para que seja possível atingir todos os níveis corporativos. Isso porque as empresas com boa governança têm mais condições de serem bem-sucedidas no cumprimento das credenciais ESG.

Peter Tufano, da Universidade de Oxford, fez uma pesquisa que analisou o ESG no Brasil e no mundo, considerando 3 mil empresas, entre elas, 50 brasileiras. Durante os estudos, ele considerou 250 itens, como diversidade, diminuição de emissões, estrutura do conselho de administração e inovação.

De acordo com a pesquisa, foi possível notar que a distinção entre empresas familiares e não familiares é menos expressiva nos casos em que a família se mantém ativa no conselho de administração, ou quando os herdeiros estão no controle.

Por isso, é importante manter um equilíbrio entre as gerações, considerando o futuro da empresa. Para contornar os problemas, é fundamental que as companhias consigam captar a essência do ser sustentável, e não somente aparentar.

 

Fórum ESG: estratégias para repensar e ações para implementar

Como vimos, as práticas ESG são mais que uma tendência corporativa, o mercado sinaliza que em um futuro muito próximo o capital migrará para negócios sustentáveis. Por isso, preparar sua empresa para esse futuro é uma questão de sobrevivência!

Para apoiar esse movimento e direcionar o setor privado na construção de empresas mais responsáveis, éticas, sustentáveis e transparentes, a Amcham realizará o seu 1º Fórum Nacional ESG - 100% online e gratuito.

Em uma programação de 3 dias, reuniremos especialistas e autoridades nacionais e internacionais para debater as 3 letras da sigla que representa o futuro. Vamos juntos repensar estratégias para implementar ações efetivas de ESG no setor empresarial.

Quer ficar por dentro dos principais temas e tendências 2022 da pauta ESG? CLIQUE AQUI para conferir a programação completa e se inscrever no Fórum ESG.