Grupo Neoenergia engaja consumidores e fornecedores para redução do consumo de energia elétrica

por giovanna publicado 10/08/2011 12h43, última modificação 10/08/2011 12h43
Recife – Case da holding foi apresentado no lançamento regional do Prêmio ECO 2011
clipboard01.jpg

Com os projetos Energia Verde, Vale Luz e Nova Geladeira, o Grupo Neoenergia busca o engajamento de consumidores e fornecedores como tendência para redução do consumo de energia elétrica.  O case da holding, composta pelas três principais distribuidoras de energia do Nordeste (Celpe, Coelba e Cosern), foi apresentado na terça-feira (09/08) em edição especial do comitê de Sustentabilidade da Amcham-Recife, quando foi realizado o lançamento regional do Prêmio ECO 2011.

“Com nossos projetos, queremos estimular a consciência sobre sustentabilidade na população e fomentar mudanças na cadeia de tratamento de resíduos nos locais em que atuamos”, apontou Ana Christina Romano, assessora de Eficiência Energética do Grupo Neoenergia.

O Nova Geladeira realiza a troca de refrigeradores de consumidores enquadrados na Tarifa Social de Energia, programa que oferece descontos a famílias com renda menor ou igual a meio salário mínimo por pessoa. Os novos equipamentos são mais eficientes e permitem diminuição na conta de energia. “A economia obtida desde 2006 com a troca de refrigeradores alcançou 72.103 MWh/ano. Isso equivale  a uma pequena central elétrica”, comparou Ana Christina.

Integração da cadeia

Ela destaca que, para que o Nova Geladeira desse certo, foi preciso integrar vários agentes da cadeia de produção e reciclagem de geladeiras. “Decidimos que as novas geladeiras para doação teriam de utilizar gás isobutano, que é menos poluente, mas ainda era pouco utilizado pela indústria. Dessa forma, a empresa que venceu a licitação precisou começar a fabricar o equipamento utilizando esse gás”, contou Ana.

Outra ação executada pelo Grupo para o projeto foi a montagem de uma estrutura para reciclagem dos resíduos recolhidos no Nova Geladeira. “Não tínhamos no Nordeste uma empresa de reciclagem com capacidade para lidar com sucatas de geladeiras. Então, fizemos uma parceria com uma companhia paulista, que se instalou na Bahia e passou a receber toda a sucata que recolhemos nas distribuidoras.”

Conversão de resíduos em créditos

O Vale Luz, por sua vez, é um projeto que estimula a troca de resíduos sólidos – como papelão, papel, alumínio, aço, PET e vidro – por créditos na conta de energia do consumidor. Em Pernambuco, o projeto foi implantado no final de julho e já arrecadou mais de 700 kg de resíduos sólidos.

E o Energia Verde, por fim, estimula a substituição de eletrodomésticos usados por novos que possuam o Selo PROCEL de Eficiência Energética. O projeto já conta com mais de 9,8 mil consumidores inscritos que doam mensalmente R$ 3, R$ 5 ou R$ 7, debitados diretamente da fatura de energia, para ações de reflorestamento da Mata Atlântica. Em troca, o cliente recebe bônus de R$ 220,00 a R$ 500,00 na troca pelos novos equipamentos.

De acordo com Ana Christina, o Energia Verde teve início em 2009 e, até julho de 2011, já foram trocados 10.743 eletrodomésticos. “Realizamos parcerias com associações de reflorestamento e já somamos 72 hectares recuperados na Bahia e em Pernambuco”, declarou Ana Christina.

Outros destaques

O evento de lançamento do Premio ECO contou ainda com palestra do professor Jacques Marcovitch, professor da Universidade de São Paulo (USP). Marcovitch abordou as principais métricas da sustentabilidade para empresas e nações nos próximos anos. Leia mais aqui.

Fátima Brayner, sócia diretora da TGI Consultoria em Gestão e presidente do comitê de Sustentabilidade da Amcham-Recife, mediou debate entre os palestrantes do evento. E Ivon Pires, membro do conselho regional da Amcham-Recife e sócio-diretor da Pires Advogados, realizou a abertura do encontro, abordando o histórico do debate sobre sustentabilidade na agenda mundial.

Prêmio ECO 2011

O Prêmio ECO, em sua 29ª edição,  tem duas modalidades: Estratégia, Liderança, Inovação e Sustentabilidade (Elis), que se relaciona a modelos de negócios e estratégias mais amplas da empresa que incorporam o tema, e Práticas de Sustentabilidade, subdividida nas categorias Sustentabilidade em Produtos e ou Serviços e Sustentabilidade em Processos.

As inscrições podem ser feitas até o dia 29/08 no site www.premioeco.com.br. A cerimônia de premiação está prevista para dezembro.

Além de Recife, houve lançamentos regionais também em Porto Alegre (25/07), Curitiba (27/07) e Campinas (28/07).

 

registrado em: