Skip to content. | Skip to navigation

Missões Amcham: a opinião de quem participou

publicado 13/08/2021 09h00, última modificação 28/07/2021 10h55
Lideranças destacam conteúdo prático, networking qualificado e benchmarking exclusivo como benefícios
Missão ESG Curso Amcham Brasil.jpeg

ESG é sobre olhar para frente. Comprovadamente, empresas que investem no amanhã e que apostam em pilares ESG são mais rentáveis e preservam uma imagem melhor com a sociedade em geral e com seus stakeholders. 

Recentemente, nós lançamos a Missão ESG Essentials para apoiar organizações brasileiras a se prepararem em relação ao tema que está ficando cada vez mais quente no Brasil e no mundo. Nosso programa é o único que garante uma imersão internacional e digital, de forma prática e com os nomes mais referenciados no mercado, como Amelia Miazad da Berkeley Law, California.

Nada melhor do que ouvir de quem realmente já foi às nossas missões internacionais. Perguntamos para alguns participantes o que eles acharam e como foi a contribuição dada para suas empresas.

 

TEORIA E PRÁTICA

Deborah Wright, conselheira do Banco Santander, indica que o que mais chamou sua atenção foi o equilíbrio entre a parte teórica e prática. Ela comenta que havia muitos materiais como cases e exemplos de mercado, mas também materiais e referências bibliográficas bastante atuais e ricos. Ao ser questionada sobre o ponto alto do programa, Deborah indica: "Conhecer novos profissionais excepcionais, que em suas atividades diárias estão comprometidos em fazer ESG uma realidade em suas empresas e no Brasil. Tive um aprendizado grande e fiz conexões de muito valor".

 

COMUNIDADE ESTRATÉGICA

Não é só a Deborah que endossa nossa rede de networking de alto nível. Também coletamos a percepção da Márcia Esteves, CEO da Lew`Lara e a executiva define o programa como uma experiência completa e estratégica. Márcia destaca que a missão "vai de benchmarking exclusivo ao networking com vinho, formando uma comunidade única de transformação de negócios".

 

CONTEÚDO E TENDÊNCIAS

A organização e o conteúdo são outros pontos elogiados por quem já participou. Francisco Pretel, Diretor da Lear do Brasil, endossa: "Excelente organização, participação dos facilitadores, palestras das empresas bastante focadas e grande aderência aos nossos interesses". 

O executivo Ricardo Rodrigues de Carvalho, CEO da CBA, nos contou de forma prática qual é sua visão sobre ESG e como ter participado da primeira missão com foco em ESG contribuiu para sua jornada executiva.

Ricardo ratifica que ESG é algo conjunto, que as empresas devem se unir para fomentar melhor o tema no Brasil. "Falar, compartilhar e trocar informações é uma das principais alavancas para desenvolvimento de ESG no mundo de hoje. Não adianta cada um fazer o seu papel. Existe uma grande parte das atividades e evoluções que o mundo espera para ESG, que devem ser feitas em conjunto. Nesse aspecto, a missão da Amcham sempre traz palestrantes de muito bom nível". Mais uma vez, nossa potente rede de networking entra como diferencial: "Um dos objetivos que nós temos é trabalhar em conjunto com outros parceiros para que a evolução de ESG seja mais eficaz. Recomendo fortemente a missão para criar esse networking e estamos abertos a isso, para também ajudar. Temos que fomentar esses pontos no mundo hoje", complementa.

Já avançada em termos de ESG, a organização conta com um comitê executivo de sustentabilidade com membros externos, possui uma agenda ESG com metas para 2030 e é reconhecida com os mais altos ratings no tema. Ricardo detalha que ainda há muito o que enxergar no mercado internacional para adaptar ao Brasil. 

A CBA, por exemplo, é signatária do Pacto Global, submete suas metas para o Science Based Target, em compromisso com o pacto de Paris. O executivo faz questão de detalhar que há sempre oportunidade para novos aprendizados e melhorias. "Tudo isso que nós fazemos em termos de ESG é para que a gente esteja sempre sendo comparado com as melhores práticas do mundo e possa identificar novas oportunidades para nossa gestão ESG. Então, a importância das certificações não são só títulos, mas são caminhos que você consegue encontrar para melhorar. ​​O que é mais importante disso tudo é que você sempre vai identificar gaps e oportunidades que vão te alimentar para que você melhore cada vez mais a sua posição em ESG", diz Ricardo.

Para saber mais sobre como participar da Missão Digital ESG Essentials, clique aqui.