Pensamento sistêmico é fundamental para sustentabilidade da empresa, afirma consultor

por marcel_gugoni — publicado 04/12/2012 09h09, última modificação 04/12/2012 09h09
Porto Alegre – Especialista diz que companhias precisam entender que cadeia de produção está interligada e que cada atitude tem impacto no ambiente
porto_alegre_195.jpg

Entender que os fenômenos estão ligados e que cada atitude tem impacto no ambiente é crucial para a governança e continuidade das empresas. Para alcançar maior lucratividade e resultados mais efetivos no longo prazo, é preciso reformular a mentalidade e a atuação das lideranças, sair de um pensamento mecanicista e adotar uma postura de estratégia sustentável.

Premiados: Amcham anuncia empresas vencedoras do Prêmio ECO 2012

“O pensamento mecanicista nos levou à crise e nos deixou em apuros”, explicou Aurélio Andrade, consultor do Instituto Sistêmico, no comitê de Sustentabilidade da Amcham-Porto Alegre na última sexta-feira (30/11).

Estamos muito acostumados a pensar somente no mais barato e buscar o resultado imediato, analisa o consultor. Mas é preciso contemplar ações com impactos futuros. É o que ele chama de “pensamento sistêmico” ou holístico.

A ideia por trás da teoria, que se aplica tanto às empresas quanto aos clientes, é ser capaz de contemplar todos os assuntos intrincados em cada processo de produção, ao contrário do modelo que se baseia em dados exatos e processos mecânicos independentes. “A produção industrial só será sustentável quando tiver essa visão de sistema circular.”

Veja aqui quais são as vantagens de ser sócio da Amcham 

Tal premissa deve ser trazida para a empresa, a fim de se conseguir uma visão global dos impactos de cada setor no cenário interno e externo. “Sempre há externalidades no sistema. Elas não podem mais ser negadas”, afirma.

Estratégias

Dentro das corporações, valorizar os conhecimentos de todas as áreas é uma etapa primordial. Todos os ambientes e relações devem ser avaliados, como o político, o legal, o social e a relação com imprensa, entre outros.

A partir dessa reflexão, surgem aspectos sobre como lidar com qualidades como liderança, algo que, segundo Andrade, apesar de não mensurável, deve ser gerido.

Quer participar dos eventos da Amcham? Saiba como se associar aqui

O consultor recomenda sair do pensamento restrito e ampliá-lo, congregando diversos saberes e questionamentos acerca dos mais variados assuntos. “Quando ainda se pensa entre certo e errado apenas, é porque estamos no velho modelo.”

Ele defende que a própria ideia de controle gera resultados como concentração de poder e injustiças, além da degradação ambiental e a negação da ética. É isso que traz à tona a importância de ligação com outras fontes de conhecimento.

Andrade diz ainda que melhorar o relacionamento com a comunidade é crucial, por meio de uma comunicação mais efetiva e de ações que tragam benefícios a ambos os lados. “Não levar em conta tais pontos acarreta perdas em todos os aspectos, inclusive o financeiro.”

registrado em: