Política Nacional de Resíduos Sólidos trará mudanças no processo produtivo do Brasil

por giovanna publicado 18/04/2012 18h16, última modificação 18/04/2012 18h16
Recife – Para especialista, a logística reversa, inclusa na PNRS, criará novas oportunidades de negócios para as empresas
foto_mariana_melo.jpg

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) começa a ganhar corpo no âmbito dos estados brasileiros. No momento, planos estaduais de tratamento desses resíduos estão sendo traçados e, em breve, a PNRS será aplicada em todo o Brasil. Mariana Melo, consultora em Gestão Socioambiental do Instituto de Assessoria para o Desenvolvimento Humano (IADH), apresentou os destaques da nova política no comitê de Sustentabilidade da Amcham-Recife nesta terça-feira (17/04).  

“A maior contribuição da PNRS vai ser a mudança de paradigma do processo produtivo no País. Haverá uma mudança processual no desenvolvimento econômico a favor da sustentabilidade”, afirmou Mariana, que também ocupou o cargo de gestora da Resíduos Sólidos e Ecologia Urbana da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco em 2011.

Segundo a consultora, a logística reversa está na linha de frente da atuação da PNRS, trazendo para as empresas a responsabilidade de lidar com os resíduos gerados por seus produtos após o consumo e descarte. 

“A logística reversa modificará não apenas o comportamento, mas também a economia já que as empresas vão ser responsáveis pelas frações de resíduos que geram. Vão ser criadas novas redes de negócios onde os resíduos poderão ganhar valor como matéria prima de outros processos produtivos. Isso dará origem a um novo mercado de coleta e tratamento de resíduos, um mercado verde”, comenta Mariana.

Impactos

A consultora analisa que, inicialmente, os impactos da implantação da PNRS serão sentidos principalmente nas indústrias que façam parte das cadeias produtivas de lâmpadas, embalagens, óleos e lubrificantes, medicamentos e eletroeletrônicos.

Mariana comenta que a União, através de um grupo interministerial, convocará o setor empresarial para determinar regulamentos, acordos e termos de compromisso de aplicação da logística reversa. Os principais ministérios nesse grupo são os da Saúde; Agricultura; Desenvolvimento; Meio Ambiente e Fazenda.

A PNRS

A Política Nacional de Resíduos Sólidos foi instituída pela lei 12.305/10 e está baseada nos três focos da sustentabilidade: reduzir, reciclar e reutilizar.

Regulamentada pelo decreto 7.404/10, determina, entre outros pontos, que os lixões devem ser extintos no Brasil até o ano de 2014, sendo substituídos por alternativas mais limpas como os aterros sanitários. Outro ponto da PNRS diz respeito aos municípios, os quais deverão, até 2015, ter planos para gerir seus resíduos sólidos, conforme informações da consultora da IADH.

 

registrado em: