Precon amplia ações de sustentabilidade e ganha Prêmio Eco na categoria Elis

publicado 04/12/2014 09h00, última modificação 04/12/2014 09h00
São Paulo – Construtora mineira já havia sido vencedora na modalidade Práticas de Sustentabilidade por duas vezes
marcelo-miranda-1880.html

A mineira Precon Engenharia levará o Prêmio Eco em duas modalidades, em 2014: Elis – Estratégia, Liderança e Inovação para Sustentabilidade – Pequenas e Médias Empresas, por suas ações voltadas aos produtos, funcionários e comunidade, e Práticas de Sustentabilidade – Produtos ou Serviços, por seu Sistema Habitacional Precon (SHP), contemplado pelo terceiro ano consecutivo.

Tudo começou com o SHP, vencedor em Práticas de Sustentabilidade em 2012 e 2013. Carro chefe da empresa, é um sistema industrializado que consiste numa montagem de prédios rápida, mais barata e sustentável, gerando 80% menos resíduos que o método artesanal, de tijolo por tijolo. Desenvolvido pela própria Precon, ele inova o setor por sua rapidez e limpeza na construção, atividade que normalmente consome mais de 40% dos recursos disponíveis e descarta mais de 30% deles.

A construção de um prédio nesse sistema é feita como uma linha de montagem automotiva. O alicerce é feito tradicionalmente para receber as paredes, que são encaixadas com ajuda de guindastes. Kits com materiais elétricos e hidráulicos são instalados em seguida. Mais rápido e limpo, também é mais barato, aspecto que lhe credenciou ao programa federal Minha Casa, Minha Vida.

Mas outros produtos e ações da Precon, além do SHP, fizeram-na vencer também em Elis. A construtora desenvolveu um bloco especial, usado na confecção das paredes, que é mais leve, aerado, resistente e durável. Batizado de Bloco Precon CCA (ou bloco verde), tem conforto térmico e resistência de 360 horas ao fogo. Outro produto de destaque é a Telha PVC PreconVC, que oferece mais praticidade, resistência e economia, sendo 100% reciclável.

Junto aos funcionários, a empresa mantém políticas como a contratação de mão-de-obra feminina, que representa 30% dos funcionários. A infraestrutura do local de trabalho foi adequada com ergonomia e adoção de novas tecnologias e processos.

A empresa ainda participou de projetos ambientais, esportivo, culturais e de geração de renda em cidades onde atua, como o patrocínio de uniformes de judô para crianças em Formosa-GO; a reforma do Cine Marajá, única sala de cinema em Pedro Leopoldo-MG; patrocínio do filme Helena, de Ernane Alves; e sessões de cinema e teatro dentro do projeto Cinquentenário Cultural Precon, em Pedro Leopoldo-MG, em razão da comemoração de meio século da construtora, entre outras ações.

DNA Precon

Marcelo Miranda, CEO da Precon, diz que esses programas e produtos foram possíveis porque a sustentabilidade está no DNA da companhia e nos valores dos acionistas. Segundo o executivo, a origem desse posicionamento, há anos, esteve na visão de que se as práticas não fossem sustentáveis, a empresa deixaria de existir.

 “Com o caminho de inovação e sustentabilidade, conseguimos transformar as empresas do grupo, fazendo-as mais saudáveis em todos os sentidos, incluindo na relação com os funcionários e as comunidades. Isso gera mais resultados e faz as pessoas felizes, consumindo menos recursos e produzindo menos impacto ambiental”, comemora Miranda.

Ele afirma que, como a inovação e a sustentabilidades já estão incorporadas às raízes do negócio, todos os profissionais são desafiados, o tempo todo, a avançar nessas questões. “Desde os estagiários, toda a empresa pensa em novidades. Fazer e pensar inovação se torna padrão”, declara.

A empresa começou uma parceria com a Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), do Ministério da Ciência e Tecnologia, para melhorar os índices de produtividade e de geração de resíduos. Os resultados devem sair em dois anos. “A expectativa é de melhoria de 10% a 15% de produtividade e redução de mais de 10% no descarte de resíduos”, conta.

registrado em: