Debate sobre intercâmbio e estágio no âmbito do Ciência Sem Fronteiras foi destaque na semana que passou na Amcham

por marcel_gugoni — publicado 01/11/2012 17h19, última modificação 01/11/2012 17h19
São Paulo – Assunto da experiência internacional como incentivo à inovação foi pauta da força-tarefa de Ciência Sem Fronteiras da Amcham-São Paulo.

A experiência internacional é uma das maneiras mais eficientes promover a formação de recursos humanos em áreas prioritárias para uma maior competitividade brasileira, avançando no desenvolvimento de uma cultura de inovação no País. Nesse contexto, a força-tarefa de Ciência Sem Fronteiras (CSF) da Amcham-São Paulo recebeu gestores do Ciência Sem Fronteiras na segunda-feira (29/10) para debater o programa de bolsas de estudo e, em especial, a concessão de estágios para os participantes no exterior – atividade em que a Amcham vem se envolvendo fortemente. A reunião foi o destaque da semana que passou na Amcham.

Quer participar dos eventos da Amcham? Saiba como se associar aqui

Para Marcos Vinicius de Souza, diretor de Fomento à Inovação do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), a inovação é uma questão de sobrevivência, não de moda. “O Brasil cresceu muito nos últimos anos e não consegue mais concorrer em custos com nações do sudeste asiático nem tem o nível de competência de alguns países desenvolvidos. Não há outro caminho para o Brasil além da inovação. As empresas devem pensar nas bolsas do Ciência Sem Fronteiras não como doação, mas investimento para capacitar futuros funcionários”, defendeu ele.

O Ciência sem Fronteiras é um programa que busca promover consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade do Brasil por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional. A iniciativa é fruto de esforço conjunto dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), por meio de suas respectivas instituições de fomento – CNPq e Capes – e Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

Veja aqui quais são as vantagens de ser sócio da Amcham

O projeto prevê a concessão de 101 mil bolsas em quatro anos para promover intercâmbio, de forma a que alunos de graduação e pós-graduação estudem no exterior com a finalidade de manter contato com sistemas educacionais competitivos em relação a tecnologia e inovação.

A Amcham assumiu um importante papel no programa Ciências Sem Fronteiras ao facilitar o acesso de seus estudantes a estágios no exterior, a fim de complementarem sua experiência acadêmica com uma atuação prática em empresas com forte viés inovador. Para viabilizar essa atuação, a Amcham assinou acordos com o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), e também criou uma força-tarefa voltada a discutir ideias e promover a troca experiências para permitir o avanço da iniciativa dos estágios.

Reveja as principais notícias da semana na Amcham:

01/11 Empresas devem estar preparadas para oferecer soluções receptivas aos clientes nos ambientes online e offline

01/11 Chips serão mais potentes para dispositivos cada vez mais interconectados, de acordo com executivo da Intel

01/11 Empresas devem olhar para tecnologia pensando nas necessidades do consumidor, sugere consultor da TNS Brasil

01/11 Pequenas e médias empresas começam a se interessar por tecnologias de e-commerce e comportamento do consumidor, aponta executivo da TOTVS

01/11 Formação de profissionais de TI peca por falta de subsídios para gestão de pessoas

31/10 Estudantes do Ciência Sem Fronteiras se adaptam rapidamente aos EUA e aprendem novas tecnologias e empreendedorismo, avalia CEO do IIE

31/10 Pesquisa Amcham aponta para um 2013 com estabilidade de investimentos corporativos em operação e logística e crescimento dos aportes em TI e telecom

31/10 Business Round Up: sondagem Amcham revela perspectiva de aumento dos investimentos em RH em 2013

31/10 Gerenciar empreendedorismo interno e inovação requer modelo de sistematização

30/10 Modelo do Ciência Sem Fronteiras começa a ser copiado por outros países, revela presidente da Capes

30/10 Apoiar pesquisas e formação de recursos humanos é chave para competitividade, diz presidente do CNPq

30/10 Consumidor busca experiência móvel em que possa se conectar, trabalhar e se divertir onde estiver, indica executivo da Cisco

30/10 Transparência e qualidade são essenciais para atrair o cliente, mostra diretor de Inteligência de Mercado da Net

29/10 Formação e estágio via Ciência Sem Fronteiras devem ser vistos pelas empresas como investimento

29/10 Geração distribuída pode chegar a 30% de toda a energia produzida no Brasil em 30 anos, estima CEO da Koblitz Energia

29/10 Empresas que conseguem integrar operações virtuais e físicas criam mais valor, aponta executiva da McKinsey

29/10 Pesquisa Amcham: 70% dos empresários pernambucanos preveem crescimento de seus negócios acima de 5% em 2013

registrado em: