Déficit da balança comercail tecnológica brasileira aumentou onze vezes nos últimos onze anos

Déficit Tecnológico aumenta no país

por Pedro Antônio Cássio Silva — publicado 14/11/2013 10h20, última modificação 14/11/2013 10h20
Déficit da balança comercail tecnológica brasileira aumentou onze vezes nos últimos onze anos
patentes-concedidas-07.jpg-3565.html

Em maio de 2011 a So


ciedade Brasileira Pró-Inovação Tecnológica, Protec, criou um mecanismo para medir o déficit tecnológico do Brasil ao qual deu o nome de Deficitômetro (www.deficitometrotecnologico.com.br), uma forma curiosa de medir a cada instante o saldo da balança comercial brasileira, considerando apenas produtos tecnológicos. São os seguintes os grupos que entram nesta metodologia: Alta tecnologia: composto pelos setores de aviação e aeroespacial, farmacêutico, informática, telecomunicações e instrumentos médicos. Média-Alta Tecnologia: inclui máquinas e equipamentos elétricos, indústria automobilística, produtos químicos (exceto farmacêuticos), equipamentos ferroviários e materia de transporte e máquinas e equipamentos mecânicos. Média-Baixa Tecnologia: construção e reparação naval, borracha, produtos plásticos, petróleo refinado e combustíveis e produtos minerais metálicos e não metálicoa. Baixa tecnologia: produtos reciclados, madeiras, papel e celulose, alimentos, fumo, têxteis, couros e calçados.  Esta metodologia utilizada pela Protec segue os parâmetros estabelecidos pela OCDE. Em 2003 o saldo negativo do Brasil nesta balança tecnológica era de US$ 10 bilhões.  No ano passado este déficit era onze vezes maior, ou seja US$ 110 bilhões. Os números estão aí mostrando a quem quiser que estamos perdendo a corrida de inovação.


                                                        


 

Conteúdo
patentes-concedidas-07.jpg-125.html por admin — última modificação 14/11/2013 15h46
registrado em: