Dez passos para melhorar a parceria bilateral entre Brasil e Estados Unidos ainda em 2020

publicado 13/07/2020 14h42, última modificação 13/07/2020 14h42
Brasil – Com esforços bilaterais concentrados, enxergamos possibilidades concretas de avanços no curto prazo
Negociações de acordo comercial abrangente, cooperação no combate à pandemia e participação plena no Global Entry são algumas pautas que defendemos. Foto- Alan Santos_PR.jpg

Mais aproximação comercial entre Brasil e Estados Unidos acarretaria em impactos positivos para os dois países. É com essa vontade que lançamos o  documento “Brasil-Estados Unidos: 10 Possíveis Entregas para 2020”, enviado na última semana para as principais autoridades dos dois países responsáveis pela agenda bilateral. Mesmo com pouco tempo útil no ano - e com uma eleição presidencial nos EUA se aproximando, - reunimos algumas iniciativas que podem ser concluídas em breve se houver esforço dos dois países.

“Existem várias iniciativas que já estão em curso e que poderiam ser concluídas nos próximos meses a partir de um esforço concentrado dos dois governos. Elas são ainda mais prementes no contexto da crise econômica causada pela pandemia, como forma de recompor os fluxos bilaterais de comércio e de investimentos que estão em queda”, ressalta nossa CEO, Deborah Vieitas.

Conheça algumas iniciativas que defendemos no documento:

 

INÍCIO DE NEGOCIAÇÕES DE UM ACORDO COMERCIAL ABRANGENTE

Realização de consultas e demais etapas internas necessárias, conforme a legislação doméstica de cada país, para preparar o terreno para o início formal de negociações de um acordo abrangente de comércio, que incluiria tarifas e outros temas como serviços, compras públicas e barreiras não tarifárias.

 

COOPERAÇÃO NO COMBATE À PANDEMIA E NA RETOMADA DAS ATIVIDADES ECONÔMICAS

Aprofundamento da cooperação bilateral no combate à pandemia, bem como para a retomada segura e sustentável das atividades econômicas e do fluxo bilateral de comércio e de investimentos no pós-pandemia das atividades econômicas (ex: restabelecimento do fluxo de viajantes entre ambos os países, renovação do Sistema Geral de Preferências e intercâmbio técnico-científico em áreas como o desenvolvimento e acesso a vacinas e medicamentos).

 

PARTICIPAÇÃO PLENA DO BRASIL NO GLOBAL ENTRY

Ampliação da participação do Brasil no programa, com a possibilidade de solicitação por todos os cidadãos brasileiros interessados. Em março de 2020, o presidente Bolsonaro editou o Decreto 10.268 sobre a implementação da participação do Brasil no Global Entry, definindo as competências internas para concluir tal iniciativa, cujo projeto piloto envolveu cerca de 20 executivos de multinacionais brasileiras e americanas, iniciado em novembro do ano passado.

 

INÍCIO DO PROCESSO DE ACESSÃO DO BRASIL À OCDE

O setor empresarial defende a intensificação do apoio dos EUA e da coordenação com o Brasil nas gestões com os demais membros da OCDE para assegurar o efetivo início do processo de acessão do Brasil à entidade.

 

Para ver todas as ações, acesse a íntegra do documento.