Organizações exponenciais são dez vezes mais rápidas e efetivas do que empresas clássicas, afirma Yuri Van Geest

publicado 10/07/2018 09h32, última modificação 10/07/2018 09h56
Recife – O professor da Singularity University palestrou durante para mais de 700 executivos no CEO Fórum

O que empresas como o Waze, Tesla, Airbnb, Uber, Netflix e Google têm em comum? Para o professor da Singularity University, Yuri Van Geest, essas são caracterizadas como organizações exponenciais: empresas que usam a tecnologia para gerar valor no negócio e, ao mesmo tempo, impactar positivamente na sociedade. Geest, convidado de honra da 13ª edição do CEO Fórum de Recife, no dia 19/6, palestrou para mais de 700 pessoas no dia 19/06 sobre o assunto, abordando principalmente sobre os desafios que a disrupção traz para um mercado mais tradicional. Para ele, este modelo é o novo motor do mundo corporativo, impulsionado principalmente pela atuação das startups.

"Estamos falando de organizações que, à vista das empresas clássicas, são dez vezes mais rápidas, eficientes e efetivas nos mais diversos aspectos. Esse tipo de empresa está impactando o mercado em bilhões e já são pelo menos 200, principalmente na China e nos Estados Unidos, mas com a expansão para outros países, como o Brasil. São startups pequenas, médias e grandes empresas", relatou, durante o encontro.

Thomas Eckschmidt, Co-Fundador do Instituto Capitalismo Consciente Brasil, lembrou que todo negócio tem que ter um propósito para além do lucro. Para ele, o capitalismo é responsável por inquietar os indivíduos nesse sentido. "O sistema [capitalismo] fez com que juntássemos talento para atender as necessidades, fazendo nascer o propósito, mola propulsora dos negócios. Se uma organização se perde ao longo do tempo, é porque não surgiu por uma causa. Precisamos recuperar esse espírito para chegarmos ao caminho de um negócio exponencial, que vá além do resultado financeiro", relatou.

Durante o encontro, Pedro Meduna, Chief of Staff Global da Cabify e Lucas Vargas, CEO do Grupo ZAP, apresentaram os cases de suas organizações, consideradas exemplo em inovação e agilidade.