Amcham apoia mais uma etapa do Diálogo Comercial Brasil-Estados Unidos

por daniela publicado 09/06/2011 15h00, última modificação 09/06/2011 15h00
São Paulo - Eventos nestas quinta e sexta-feira (09 e 10/07) fazem parte de um mecanismo de consultas entre o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e o Departamento de Comércio americano.

Acontece nestas quinta e sexta-feira (09 e 10/06) mais uma etapa do Diálogo Comercial Brasil-Estados Unidos, mecanismo de consultas informais estabelecido entre o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e o Departamento de Comércio americano (DOC).

Serão duas reuniões de trabalho, em Brasília, com a participação de representantes de governos e do empresariado de ambos os países. Nesta quinta-feira, está em andamento uma reunião técnica e, na sexta, os resultados serão compilados em uma sessão plenária, seguida de almoço na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI) com apoio da Amcham.

As discussões envolvem os cinco grupos que compõem o mecanismo de diálogo: facilitação de negócios; comércio e investimentos; serviços; cooperação entre o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI ) e o United States Patent and Trademark Office (USPTO); e cooperação entre o  o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) e o National Institute of Standards and Technology (Nist).

Além dos temas centrais que são abordados desde que o diálogo foi instituído em 2005 - passando por facilitação de comércio, ampliação de investimentos mútuos, padronizações, inovação e propriedade intelectual -, surgiram novas frentes de trabalho que estão sendo debatidas: criação de cadeias de suprimentos sustentáveis; reconhecimento mútuo da cachaça brasileira e do Tenessee Whiskey; financiamento às exportações; capital de risco (venture capital); harmonização estatística; rede de eletricidade inteligente (smart grid); design (setor têxtil); franquias; tecnologia da informação; construções verdes  (Green Building); eficiência energética; e energias alternativas.

MDIC-DOC

Em 2005, o acordo para estabelecimento do Diálogo Comercial Brasil-Estados Unidos foi assinado entre os então presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e George W. Bush, na ocasião da visita do americano ao Brasil. Dando sequência a essa orientação, a carta de intenção que instalou o mecanismo foi assinada em junho de 2006 pelos respectivos órgãos governamentais - MDIC e DOC, responsáveis por conduzir as discussões e mudanças.

Já ocorreram sete rodadas, que  produziram resultados positivos nas áreas de remessas expressas; franquias; movimentação de bens; padronização de biocombustíveis; treinamentos de examinadores de marcas e patentes; e cadeia sustentável de suprimentos, entre outros assuntos.

 

registrado em: