Amcham promove debate sobre impacto das eleições americanas no Brasil na quinta-feira (17/11)

publicado 16/11/2016 09h13, última modificação 16/11/2016 09h13
São Paulo – Embaixadora dos EUA, Ministério das Relações Exteriores, JBS, Stefanini, universidades e jornais compartilham visões sobre futuro da relação bilateral
eleicoes-eua-3673.html

O efeito das eleições americanas no Brasil será o tema do Seminário Futuro da Relação Bilateral Brasil e Estados Unidos, que será organizado pela Amcham – São Paulo na quinta-feira (17/11), das 8h às 13h. A Embaixadora dos Estados Unidos no Brasil, Liliana Ayalde, fará a abertura do evento.

No primeiro painel, o debate será com Claudia Trevisan, correspondente do Estado de São Paulo em Washington, Joseph Leahy, correspondente-chefe do Financial Times no Brasil, e Raymond Colitt, chefe do escritório de Brasília da Bloomberg News.

Os impactos da eleição de Donald Trump nos negócios serão discutidos por dirigentes das multinacionais brasileiras JBS e Stefanini com forte presença nos EUA. Os painelistas são Jerry O'Callaghan, diretor de relações com investidores da JBS, e Ailtom Nascimento, vice-presidente global da Stefanini. Welber Barral, ex-secretário de Comércio Exterior do MDIC, presidente do Comitê de Comércio Exterior da Amcham e sócio da Barral M. Jorge Consultoria, modera o painel.

Ernesto Henrique Fraga Araújo, diretor do Departamento dos Estados Unidos, Canadá e Assuntos Interamericanos do Ministério das Relações Exteriores (MRE), participa do debate com a visão do governo brasileiro sobre os desdobramentos da mudança de governo nos Estados Unidos. Também participam do diálogo multinacionais brasileiras, grandes universidades, institutos acadêmicos e jornais.

A visão das universidades e institutos será compartilhada por Christopher Sabatini, da Columbia University, Paulo Sottero, diretor do Brazil Institute of the Woodrow Wilson International Center for Scholar, e Peter Hakim, presidente emérito do Leadership for Americas. O moderador será Marcos Troyjo, diretor do BricLab da Columbia University.

registrado em: ,