Amcham promove diálogo entre empresários brasileiros e delegação de Oregon

por lays_shiromaru — publicado 19/03/2014 12h56, última modificação 19/03/2014 12h56
São Paulo – O encontro teve como objetivo o incentivo a parcerias entre Brasil e Estados Unidos
oregon-foto01.jpg-5339.html

A Amcham-São Paulo reuniu, na terça-feira (18/03), uma delegação de empresários brasileiros e da agência estadual de fomento Business Oregon, que oferece consultoria e assistência aos interessados em investir no estado. O encontro foi uma oportunidade para troca de informações e incentivou a busca por parcerias comerciais.

"A parceria é importante para o nosso país, pois queremos mostrar às empresas nosso potencial de investimento. Em São Paulo e no Paraná, por exemplo, há muitas empresas interessadas em atuar lá ( em Oregon) e conhecer nossos pontos fortes”, disse Samantha Carl-Yoder, vice-cônsul geral dos Estados Unidos.

Oregon é referência em manufatura, tecnologia limpa, silvicultura e produtos de madeira, e registra um dos maiores crescimentos econômicos nos Estados Unidos. Em 2012, o estado teve um PIB de US$ 198,7 bilhões, o terceiro com maior crescimento no país, de 4%, de acordo com o US Department of Commerce. Além disso, está entre os dez estados americanos de mais baixo custo para fazer negócios e entre os cinco com mais qualidade de vida.

Parcerias com estados de São Paulo e Paraná

Samantha conta que o governo americano assinou MoU (Memorandum of Understanding, ou Memorando de Entendimento, em português) com os estados de São Paulo, em abril de 2013, e do Paraná, em fevereiro desse ano. Os acordos expressam a intenção de firmar parceria para incentivar o desenvolvimento dos setores de educação, ciência, inovação e segurança, além de aprofundar as relações comerciais entre eles.

O subsecretário de Energias Renováveis do estado de São Paulo, Milton Flávio Lautenschlager, que também participou do encontro com a delegação de Oregon, diz que os investimentos em projetos e parcerias que viabilizem a produção de energia fotovoltaica, eólica e a partir de biomassa devem atrair investimentos estrangeiros para o Brasil também (saiba mais). 

O Plano Paulista de Energia pretende ampliar de 55% para 69% as energias renováveis na matriz energética do estado, até 2020. “A criação desse mercado é um atrativo para a instalação de empresas estrangeiras”, defende. A ampliação, segundo ele, também traz vantagens pela segurança energética e pelo desenvolvimento regional.

Saiba como fazer negócios e investir em Oregon

Durante o evento, foi lançado o Oregon Highlights, novo título da série How To Do Business and Invest in the US da Amcham Brasil. O guia traz informações sobre a economia do estado, onde atuam grandes empresas como Nike e Intel.

Clique aqui para baixar as publicações da série.

registrado em: