Arkansas (EUA) quer intensificar negócios com o Brasil em setores como agribusiness, logística e tecnologia

por andre_inohara — publicado 05/03/2013 16h53, última modificação 05/03/2013 16h53
São Paulo – Visita de delegação do estado americano marcou lançamento do guia Arkansas Highlights da Amcham.
herbert_195.jpg

O estado americano de Arkansas é conhecido por ser a terra natal do ex-presidente Bill Clinton e de megacorporações como Wal-Mart e Tyson Foods, mas oferece muitos outros atrativos.

A terra rica em recursos minerais, que conferiu a Arkansas o apelido de ‘Estado Natural’ nos EUA, e o bom nível educacional da mão de obra tornam a região um parceiro com grande potencial para o Brasil em segmentos como agronegócio, logística e alta tecnologia.

Há espaço para todo tipo de investimentos, garante Herbert Morales, diretor de Negócios para a América Latina do World Trade Center Arkansas – instituição encarregada de realizar a promoção comercial do estado no mundo.

Veja aqui quais são as vantagens de ser sócio da Amcham

“Temos oportunidades para muitos negócios. Em agribusiness, gostaríamos de trazer ao Estado processadores de alimentos, mas também queremos empresas de alta tecnologia. Também apreciaríamos fazer negócios em logística de armazenagem”, exemplifica Morales.

À frente da delegação comercial de Arkansas, Morales esteve na Amcham-São Paulo nesta terça-feira (05/03) para divulgar as potencialidades econômicas do Estado e fomentar negócios bilaterais. A ocasião também marcou o lançamento do título Arkansas Highlights, guia de negócios da Amcham em parceria com o World Trade Center Arkansas.

O Arkansas Highlights contém informações de negócios para as empresas brasileiras que buscam aquele mercado e os setores mais promissores da economia desse estado. Esse é o quinto título específico que a Amcham publica sobre estados americanos, e o sexto voltado a negócios nos EUA.

Leia mais: Amcham amplia cobertura sobre os EUA e lança guia com oportunidades de negócios no Arkansas

Parcerias

Os contatos com empresas brasileiras já vêm sendo realizados. “Ajudamos a formar uma parceria entre uma companhia brasileira e outra de Arkansas para comercializar uma tecnologia de tratamento de água. A tecnologia é de ponta e foi desenvolvida na Universidade de Arkansas”, conta Morales. A ideia é montar uma base comercial no Brasil e exportar para o Mercosul, adianta o executivo.

Morales também disse que há empresas americanas em busca de parceiros brasileiros. No segmento de logística, um software de RFID (identificação por radiofrequência) desenvolvido na Universidade de Arkansas para estocagem, identificação e registro de produtos está à disposição para comercialização.

Outra companhia busca parceiros brasileiros para montar seu quadriciclo no País, “para uso em terrenos acidentados ou como veículo militar”, relata Morales. O executivo salienta que o mais importante para seu Estado é aumentar o fluxo bilateral de comércio e investimentos.

“Comércio internacional sempre é bom para os dois lados porque também é possível trocar ideias e cultura. Podemos ajudar as companhias brasileiras a fazer negócios e vender no varejo dos EUA. Oportunidades não faltam”, comenta ele.

Sobre o Estado de Arkansas

Localizado no sudeste americano, Arkansas tem 2,9 milhões de habitantes e um território geográfico de 85,6 milhões de quilômetros quadrados, equivalente a três vezes o estado do Rio de Janeiro.

A abundância de rios e florestas, aliada ao clima favorável, favorece a exploração da agricultura e também de atividades extrativas envolvendo água, madeira, petróleo e gás natural, acrescenta Morales.

Arkansas é um dos principais celeiros agrícolas dos Estados Unidos. É o grande produtor de arroz e isca de peixe, o terceiro em algodão e um dos três maiores criadores de aves (frangos e perus) de seu país.

Em tecnologia, há segmentos industriais bastante desenvolvidos. O setor aeroespacial e os de nanotecnologia, tecnologia médica e energias renováveis são os principais destaques.

 

registrado em: