Dados técnicos de médicos e economistas ajudaram a construir modelo de retomada das atividades econômicas no RS, explica Eduardo Leite

publicado 09/06/2020 10h00, última modificação 09/06/2020 10h09
Porto Alegre - Governador gaúcho mostrou o modelo de Distanciamento Social Controlado a empresários durante live
Protocolos específicos por setores e por regiões vem permitindo o retorno das atividades econômicas no estado.jpg

Protocolos específicos por setores e por regiões vem permitindo o retorno das atividades econômicas no estado

O modelo de Distanciamento Social Controlado, realizado pelo governo estadual do Rio Grande do Sul, foi apresentado no dia 04/06 para representantes de diferentes setores empresariais durante webinar realizado por nós. Com a participação do governador do RS, Eduardo Leite, da nossa CEO, Deborah Vieitas, e do superintendente da regional Porto Alegre, Marcelo Rodrigues, o webinar contou com a apresentação de gráficos e análises técnicas das ações do governo.

Segundo o governador, “o modelo de distanciamento conduzido pelo nosso estado conta com dados técnicos que obtivemos através de um grupo com representantes médicos e economistas, para assim, chegarmos ao modelo adotado e que vem obtendo sucesso", afirmou. Protocolos específicos por setores e por regiões vem moldando o uso de bandeiras (preta, vermelha, laranja e amarela), e assim, há quase um mês, este modelo é usado no estado, permitindo o retorno das atividades econômicas.

Um fator importante para tomadas das decisões é como tem se portado o setor de saúde no Rio Grande do Sul. A capacidade de atendimento hospitalar, porcentagem de ocupação dos leitos nas UTIs e número de respiradores são essenciais para tais atitudes. Cerca de 70% dos leitos estão ocupados. “Do total dos leitos de UTIs no estado, cerca de 17% são suspeitos ou casos confirmados do novo Coronavírus, e o nosso monitoramento mostra que 35% dos respiradores que temos estão em uso. Temos uma boa margem de segurança”.

 

AJUDA DA SOCIEDADE

Para o governador Eduardo Leite, o entendimento por parte da sociedade gaúcha contribuiu para frear o crescimento de casos da COVID-19 no estado, sendo um dos mais baixos do país. “Não temos como ir de local em local, fiscalizar as atividades. A população ajuda na questão da fiscalização e da conscientização, e, da nossa parte, construir modelos possíveis de serem atendidos, nada de mão pesada do governo”, disse.

Para finalizar a participação na live promovida pela Amcham, Eduardo Leite respondeu às perguntas dos participantes. O governador exemplificou a atuação de Cláudio Gastal, secretário de Governança e Gestão Estratégica do Rio Grande do Sul, que tem estudado as melhores formas de apoio e como gerenciar bem o controle de distanciamento executado no estado, possível através de aplicativos inovadores. Outro ponto ressaltado foi da parceria do governo com o Google, para aulas à distância através do Google Classroom.

 

SOLIDARIEDADE

A solidariedade é um dos pontos importantes para passar por essa crise - e temos diversos exemplos de como isso está acontecendo no RS e no resto do país. Eduardo Leite citou o fornecimento de conteúdos de cursos particulares preparatórios para a prova do ENEM para diversos estudantes. O movimento Soma também foi lembrado como uma ação de impacto ao conectar empresas e governos para trazer soluções em escala. Eduardo Leite agradeceu nosso apoio frente à pandemia. “Todos puxando para o mesmo lado em uma situação como essa tornam as coisas menos difíceis”, finalizou.