Dell pretende investir na implantação de data center no Brasil em 2011

por daniela publicado 26/11/2010 10h20, última modificação 26/11/2010 10h20
Recife- Multinacional trabalha para escolher cidade brasileira sede do centro de processamento de dados, revela presidente.
raymundo_peixoto.jpg

Após onze anos de presença e comercialização de produtos no País, a multinacional americana Dell pretende implementar seu primeiro data center em território brasileiro em 2011. A meta foi revelada por Raymundo Peixoto, presidente da companhia que é referência em desenvolvimento de soluções tecnológicas e fabricação PCs.

 

“A Dell é uma empresa que tem como meta ser uma provedora de soluções completas de Tecnologia da Informação (TI). No próximo ano, queremos trabalhar para implementar um data center no Brasil.  A única pendência está relacionada à escolha da cidade brasileira que sediará a construção de nosso primeiro centro de processamento de dados”, disse Peixoto, que participou na quarta-feira (24/11) do CEO Fórum Nordeste promovido pela Amcham-Recife no Armazém Blu’nelle.  

 

O investimento em um data center próprio faz parte da estratégia da Dell de trabalhar o Brasil como mercado prioritário para expansão, assim como ampliar a participação nacional nos segmentos de armazenamento, gerenciamento e processamento de dados. “Existe também a possibilidade, em médio prazo, de trazer para o País uma unidade de fabricação de data centers com padrão Dell”, revelou Raymundo Peixoto.

 

Outra meta da companhia em 2011 é intensificar a venda de produtos e computadores na região Nordeste. “Trabalhamos com vários parceiros nos estados nordestinos. No próximo ano, queremos ampliar e intensificar essas parcerias com o objetivo de aumentar a penetração dos produtos e da marca tanto no segmento corporativo de grandes e pequenos clientes como também junto a clientes pessoa física”, afirmou Peixoto.

 

O presidente da Dell anunciou ainda que a empresa trabalhará para ampliar sua presença no mercado nacional de smartphones. No primeiro semestre de 2011, já deve colocar no mercado nacional um novo aparelho para comercialização via principais operadoras de telefonia. “Lançamos em 2009 nosso primeiro smartphone no mercado nacional. Até o primeiro semestre de 2011, traremos nosso segundo aparelho e nossa meta é comercializar ainda celulares de cinco até dez polegadas.”

 

No Brasil, a Dell conta com um escritório comercial na capital paulista e está sediada na cidade de Eldorado do Sul, no Rio Grande do Sul. A multinacional tem ainda um centro de desenvolvimento de softwares em Porto Alegre e uma fábrica localizada no município de Hortolândia, em São Paulo. A empresa acumula, atualmente, com 3400 lojas em 12 países da América Latina. Com isso, a região representa mais de 10% de sua atuação global no varejo, que soma 32.000 lojas.

 

Competitividade

 

O tema da 5ª edição do CEO Fórum Recife foi “Gestão Estratégica da Competitividade”, baseado no projeto nacional da Amcham "Competitividade Brasil: Custos de Transação". O programa envolveu a realização de quatro seminários debatendo e apontando soluções para os principais gargalos que comprometem a maior competitividade brasileira: déficit de mão de obra, deficiências de infraestrutura, excesso de burocracia e baixa eficiência do Estado.

 

Dentro do CEO Fórum Recife, o aspecto mais discutido foi a questão da escassez de profissionais qualificados frente ao desenvolvimento e crescimento brasileiro e, em especial, da região Nordeste. “Escolhemos o tema com o objetivo de promover o debate local da necessidade de criação de ações públicas e privadas com o objetivo de eliminar os gaps ao desenvolvimento brasileiro” destacou Luis Delfim, vice-presidente Regional da Amcham-Recife e CEO da Coca-Cola Guararapes.

 

De acordo com os executivos presentes ao CEO Fórum, a deficiência estrutural na educação de Pernambuco é a principal dificuldade encontrada pelas empresas que estão iniciando ou já estão em operação no Estado. “Está cada vez mais claro que, se a empresa não treina seus atuais e futuros empregados, não se torna competitiva”, disse Angelo Belellis, presidente do Estaleiro Atlântico Sul.

 

No caso do estaleiro, o investimento em capacitação foi o caminho para a implantação de sua unidade de fabricação de navios e plataformas navais em Pernambuco. A empresa, que conta com nove mil funcionários dos quais 80% pernambucanos, precisou desembolsar R$ 16,5 milhões para transformar canavieiros, comerciantes, pescadores e trabalhadores informais em profissionais da indústria naval.

 

“Além de ter de investir na construção de um centro de treinamento que simula o processo de produção dentro do estaleiro, transformamos um matadouro de porcos na cidade Ipojuca na Escola Nascedouro de Talentos. O objetivo foi promover um reforço escolar com aulas de português e matemática para que as pessoas alcançassem um nivelamento mínimo antes de participar da qualificação profissional promovida especificamente para a funação desempenhada dentro do Estaleito Atlântico Sul”, conta Belellis.

 

A Kraft Foods é outro exemplo de empresa que também está treinando sua própria mão de obra. Com previsão de inaugurar a primeira fase da fábrica em Vitória de Santo Antão em janeiro de 2011, a empresa está em pleno processo de treinamento. “Para convocar a população do município pernambucano, optamos por contratar um carro de som que divulgou as oportunidades de emprego no empreendimento e informa sobre nossa capacitação. Após a divulgação, recebemos 18 mil currículos”, contou André Vercelli,  presidente da Kraft Foods Norte e Nordeste.

A maior unidade industrial da Kraft no Brasil gerará 600 empregos diretos. “Treinaremos o dobro da nossa necessidade (1.200) e deixaremos o pessoal capacitado para atender a outras demandas do município. Para se ter uma ideia, depois que a Kraft e outra multinacional chegaram a Vitória, outras 20 empresas se instalaram na cidade." Até agora, a empresa já treinou 800 profissionais e deverá capacitar os 400 restantes no primeiro trimestre de 2011.

A fábrica, que demandou investimento de quase R$ 200 milhões, iniciará a operação em janeiro de 2011 com a produção dos sucos Tang e Fresh e, em abril, entrarão em operação as linhas de chocolates, que fabricarão as marcas Bis e Lacta. A unidade atenderá os mercados do Norte e Nordeste.

 

O evento

 

O CEO Fórum é um evento promovido anualmente nas regionais da Amcham. Nste ano, já foi realizado também em Belo Horizonte, Porto Alegre, Goiânia, Campinas, Ribeirão Preto e Curitiba.

 

Esta edição em Recife teve ainda a participação de Jenner Guimarães, presidente da AD Diper; e Christopher Del Corso, cônsul dos Estados Unidos no Recife, que realizaram a abertura oficial.