Novo presidente do Conselho da Amcham defende maior inserção global do Brasil e ampliação da agenda com os EUA

por andre_inohara — publicado 14/03/2013 17h21, última modificação 14/03/2013 17h21
São Paulo – Conselho da entidade para 2013 tomou posse em cerimônia na Amcham-São Paulo.
tres_presidentes_195.jpg

Em seu discurso de posse como novo presidente do Conselho de Administração da Amcham, Hélio Magalhães, que é Country Officer do Citibank, reforçou o papel da entidade na defesa da iniciativa privada no Brasil, com respeito aos princípios de sustentabilidade e promovendo o fortalecimento das relações Brasil-EUA como forma de aumentar a competitividade da economia brasileira. Ele advogou temas como uma maior inserção do Brasil na economia global e a implementação de uma agenda Brasil-Estados Unidos mais ampla.

“A participação do País no comércio internacional ainda está muito aquém da proporção que se esperaria diante do tamanho da nossa economia. Há, portanto, um grande potencial a ser concretizado”, afirmou Magalhães, durante a cerimônia de posse do Conselho de Administração da Amcham-Brasil para 2013, realizada nesta quinta-feira (14/03) na sede da Amcham, em São Paulo. Ele já havia estado à frente do conselho entre 2005 e 2006.

Veja aqui quais são as vantagens de ser sócio da Amcham

Hélio Magalhães reconheceu a complexidade do momento atual do País, marcado pela pujança do mercado interno, mas por outro lado, um ritmo de crescimento aquém das potencialidades. “Há enormes desafios que inevitavelmente teremos de enfrentar, envolvendo elevar o nível de investimento público e privado, integrar esforços empresariais e governamentais e reduzir os nós que atravancam a competitividade da economia brasileira em diversas áreas, como a tributária, a trabalhista e a de infraestrutura”, detalhou.

Sobre o relacionamento com os Estados Unidos, a maior economia do mundo e um dos principais parceiros comerciais do País, Magalhães considera importante que seja estreitado, pois “tem havido avanços em vários temas, mas há uma agenda ampla que ainda deve ser impulsionada sobremaneira”. Magalhães lembrou que os avanços na relação bilateral tomaram impulso com a visita do presidente Barack Obama ao Brasil em 2011 e da presidente Dilma Rousseff aos Estados Unidos no ano passado.

Crescimento da Amcham nos últimos anos

Nesses últimos anos, a Amcham contribuiu muito para incentivar o desenvolvimento econômico brasileiro, promovendo e defendendo a iniciativa privada, a sustentabilidade e as relações com os Estados Unidos, salientou Eduardo Wanick, presidente e CEO da DuPont para América Latina. Ele ocupou a presidência do Conselho da Amcham em 2011 e 2012 e fez a transmissão do cargo a Magalhães no evento desta quinta.

Wanick lembrou três pontos-chave para a Amcham em sua gestão: a participação da entidade na visita da presidente Dilma aos EUA em 2012; a ampliação da cobertura geográfica, que hoje abrange 13 unidades regionais; e os bons resultados institucionais em termos de indicadores e solidez financeira. “Cerca de 90% dos associados participaram de eventos da Amcham com alto nível de satisfação em 2012”, disse.

Ele deu relevo à realização de atividades de conteúdo em todas as 13 unidades regionais da Amcham, que atraíram um público de aproximadamente 70 mil pessoas paras seminários, comitês e eventos com participação de 2 mil palestrantes, um volume recorde de atividades, definiu Wanick.

Gabriel Rico, CEO da Amcham, por sua vez apresentou na cerimônia um grande resumo das realizações da entidade em 2012, com destaque para o programa Competitividade Brasil, que em seu terceiro ano reuniu especialistas, iniciativa privada e iniciativa pública para debater soluções para alguns dos principais gargalos estruturais brasileiros. Dois grandes seminários se destacaram nesse sentido. O primeiro debateu como o País poderia crescer 5% ao ano nos próximos anos e o segundo, quais as reformas mais urgentes para a economia.

Leia mais: Investir em educação de qualidade é chave para garantir crescimento de 5% nos próximos anos, apontam economistas e empresários

Parlamentares, especialistas e empresários convergem em agenda de reformas prioritárias e inadiáveis para o País

No último evento citado, o foco esteve em três questões fundamentais para a competitividade nacional: equalização das alíquotas de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), avanço dos programas de licitação e parcerias público-privadas para abrir caminho a uma maior inserção da iniciativa privada sobretudo na área de infraestrutura, e evolução da regulação trabalhista. “Esses temas estarão em pauta no programa de advocacy da Amcham para 2013”, adianta Rico.

Sobre a relação com os Estados Unidos, Rico mencionou o intenso diálogo e intercâmbio entre autoridades e empresariado de ambos os países. “Recebemos várias missões dos EUA com autoridades, e enviamos delegações de investidores. Dialogamos diretamente com a então secretária de Estado, Hillary Clinton, e os secretários do Interior (Ken Salazar) e Segurança Interna (Janet Napolitano)”, recorda-se o CEO.

Spirit of Amcham

Durante o evento, o sócio-presidente da PricewaterhouseCoopers, Fernando Alves, foi homenageado pelo Conselho de Administração da Amcham, que lhe conferiu o prêmio Spirit of Amcham. A homenagem se deveu ao trabalho destacado de Alves na Amcham ao longo de 2012.

Na edição anterior, o premiado foi Eduardo Wanick.

Mudanças na composição do grupo

Fernando Alves deixa o conselho da Amcham neste ano. Além dele, também se despediram do grupo Maurilio Biagi Filho, CEO da Maubisa Agricultura; Roberto Bucker, presidente da Scholle Packaging; Pedro Parente, presidente e CEO da Bunge Brasil; Thack Brown, CFO da SAP Latin America; Carlos André Maltese Klein, diretor da ESADE Universidade (Amcham-Porto Alegre); José Antônio T. Grabowsky, conselheiro da PDG Realty; Luciano Penido, presidente do Conselho de Administração da Fibria; Manoel Amorim, presidente da Abril Educação e Marcelo Martins, ex-presidente da Cargill.

Para o período de 2013, novos conselheiros foram nomeados. Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central do Brasil e atual presidente do Conselho Consultivo da J&F, é um dos novos membros. Ausente por motivo de viagem ao exterior, Meirelles gravou uma mensagem em vídeo especialmente para a cerimônia em que valoriza o trabalho da Amcham em benefício do setor privado.  Ele presidiu o Conselho da Amcham na década de 1990, e foi em sua gestão que a entidade se mudou para o endereço atual.

Além de Meirelles, mais nove conselheiros foram empossados: Aguinaldo Diniz Filho, diretor-presidente e CEO da Cedro Cachoeira; Fernando Cesar Martins, presidente e diretor geral da Intel do Brasil; Mark Hyde Pitt, presidente da Sherwin Williams do Brasil; Nicésio Ronan Cascone, vice-presidente de Operações do Hemisfério Ocidental da Invista Fibras e Polímeros Brasil; Oswaldo Burgos Schirmer, membro do Conselho de Administração da Lojas Renner; Paulo Penido, presidente do Conselho de Administração da Usiminas; Rodrigo Kede de Freitas Lima, presidente da IBM; Ronaldo Camargo Veirano, sócio fundador do escritório Veirano Advogados e Sandra Ralston, vice-presidente e Managing Partner da Colliers International do Brasil Consultoria Imobiliária.