Senador Armando Monteiro defende maior diálogo entre setor privado e Congresso

publicado 10/04/2018 10h43, última modificação 12/04/2018 11h47
Na Amcham-Recife, senador do PTB debateu soluções para melhorar a economia do País
Armando Monteiro.jpg

Ao participar, nesta segunda-feira (9), do Special Meeting, evento organizado pela Amcham-Recife, o senador Armando Monteiro Neto (PTB) defendeu a necessidade de o setor privado e o Congresso Nacional dialogarem para construir uma agenda que conduza à desburocratização e à simplificação da economia no Brasil. Para o petebista, esta união vai melhorar o ambiente de negócios em todo o País e representará em ganhos de produtividade para as empresas. Durante a reunião, o parlamentar ainda tratou de temas ligados à economia de Pernambuco.

"No Brasil, as empresas padecem por conta da burocracia, do elevado custo de financiamento das suas operações e de um ambiente tributário disfuncional e complexo. Conversamos sobre esse momento da economia brasileira, especialmente na visão do Congresso Nacional, e aquilo que pode representar a contribuição do Congresso para melhorar o ambiente de operação das empresas", frisou o petebista.

No encontro, o senador apresentou algumas das ações desenvolvidas pelo Grupo de Trabalho (GT) de Reformas Microeconômicas do Senado. Segundo o petebista, que coordena o GT no âmbito da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), o objetivo desse fórum é criar as condições para melhorar o ambiente de negócios em todo o País.

“É necessário que o setor empresarial estabeleça diálogo permanente com o Congresso Nacional. Quando as diferentes áreas do setor produtivo interagem com o Senado e Câmara, os congressistas se sintonizam com as reais demandas do segmento e trabalham juntos para melhorar o ambiente”, afirmou Armando.