Tendências 2021: descubra 5 estratégias que devem moldar os negócios neste ano

publicado 22/01/2021 11h00, última modificação 24/02/2021 16h51
Brasil – Experiência do cliente, mundo digital, colaboração, cultura maker e sustentabilidade são tópicos que não podem sair do radar da liderança nos próximos meses
Tendências 2021.jpg

Do dia para a noite, a pandemia transformou o modo como as empresas fazem negócios e causou mudanças expressivas no comportamento do consumidor, impondo um novo desafio para as empresas. Acompanhar as possibilidades e oportunidades do futuro não é uma tarefa fácil, mas é preciso estar atento para reconhecer os sinais antes que eles sejam irreversíveis – isso é o que diferencia aqueles que revolucionam mercados daqueles que são vítimas da revolução.   

Em 2021, diversas tendências que caminhavam a passos curtos serão aceleradas e passarão a fazer parte do dia a dia dos negócios. Mas é preciso ter cuidado: nem todas as mudanças vieram para ficar.  

 

CULTURA MAKER 

Na tradução literal para o português, maker significa ‘fazedor’ – ou aquele capaz de construir e reformular objetivos com as próprias mãos. No ambiente corporativo, e com a ajuda da tecnologia, a cultura maker contribui para consolidar uma cultura de inovação sólida, incentivando o desenvolvimento de soluções e projetos criativos dentro da empresa a fim de reduzir custos e aumentar a produtividade. 

Implementar o famoso ‘faça você mesmo’ dentro de uma companhia veio para ficar e é um ingrediente essencial para garantir o crescimento da empresa – mas implementar a cultura maker exige uma mudança de mindset. É preciso conscientizar as lideranças, encontrar um equilíbrio entre a centralização e descentralização na gestão, treinar os colaboradores e encontrar a tecnologia certa para o seu fluxo de trabalho.  

 

IMEDIATISMO E COLABORAÇÃO  

O imediatismo da transformação digital que atingiu os negócios no ano passado fez com que a liderança mudasse sua forma de pensar quando o assunto é futuro. De acordo com uma pesquisa conduzida por nós, com cerca de 400 executivos no interior de São Paulo, mais 80% das pessoas hoje preferem discutir ideias e tendências com implementação de curto e médio prazo. Do total, apenas 6% enxergam mais importância em falar de decisões a longo prazo. 

Em meio as inúmeras mudanças velozes que ainda estão por vir, uma liderança resiliente, empática e colaborativa não pode ser deixada de lado em 2021. “Agora, mais do que nunca, o trabalho colaborativo deve ser valorizado e as habilidades precisam ser colocadas na frente para encontrar a melhor solução para a retomada do crescimento de um negócio”, avalia Eduardo Marques, Diretor de RH do Grupo Fleury. 

 

POTÊNCIA DO DIGITAL  

As marcas que não conseguiram se consolidar no meio digital no ano passado deverão ficar atentas nos próximos meses: o meio digital apresentou um crescimento exponencial durante a pandemia e deve continuar em alta em 2021. De acordo com Alejandro Vázquez, cofundador da Nuvemshop, uma em cada quatro vendas na internet são geradas pelas mídias sociais. “Elas podem ser um meio de chamar para o site ou até mesmo fazer vendas”, diz o especialista, ressaltando que não existe uma regra e que o tipo de rede social vai depender do negócio. 

Para vender e consolidar uma marca na internet, além exercer boas práticas de SEO para que posicionam o negócio nos principais buscadores da web, será exigido criatividade na criação de conteúdo. A explosão de lives e os resultados das ferramentas de videoconferência são claros sinais do quanto os vídeos são promissores. E a promessa é não parar por aí: pela sua capacidade multimídia e de agilidade de informação, o vídeo provavelmente se tornará o recurso padrão no futuro. 

 

O CLIENTE É O REI  

Apesar de indispensável, o mundo virtual se tornou exaustivo. Escutar, entender, responder e enviar mensagens direcionadas são ações essenciais para as empresas que querem reter clientes – uma estratégia muito mais lucrativa do que estar a todo momento buscando por novos.  

Além disso, oferecer uma experiência uniforme na interação com diferentes áreas da empresa e adotar uma estratégia omnichannel – em que a jornada é integrada e única, com diversos canais – se torna crucial para aumentar a fidelidade e confiabilidade do consumidor com uma marca. Segundo a Zendesk, empresas que oferecem esse tipo de suporte solucionam os problemas três vezes mais rápido e entregam ao usuário o seu bem mais precioso — o tempo. 

 

DAR LUCRO FAZENDO O BEM  

Não é de hoje que os consumidores cobram cada vez mais coerência entre o propósito e a atuação de uma companhia no dia a dia, especialmente quando o assunto é sustentabilidade e responsabilidade social. Nos dias de hoje, boa parte dos consumidores já assume que preocupações com o meio ambiente podem ser fatores decisivos na hora de efetuar suas compras.  

Em 2021, mais do que abertos às mudanças, o público passará cada vez mais a exigi-las. E não é só os clientes que estão olhando atentamente para fatores ambientais, sociais e de governança corporativa: antes de comprar uma ou outra ação, os investidores também têm olhado para estes critérios antes de tomar uma decisão.