Variáveis: saiba o que pode impactar a economia brasileira em 2020

publicado 20/02/2020 14h49, última modificação 20/02/2020 14h49
Brasilia – Cenário externo, reformas e baixa taxa de juros são alguns dos aspectos mais importantes segundo especialistas
Ronaldo Tavora fala sobre as perspectivas econômicas para este ano durante o Plano de Voo em Brasília.jpg

Ronaldo Tavora fala sobre as perspectivas econômicas para este ano durante o ‘Plano de Voo’ em Brasília

Se preparar para possíveis mudanças que podem alterar o rumo econômico e político do país é uma importante questão para o empresariado. Por isso, nós realizamos, no dia 13/02, em Brasília, o evento: “Plano de voo: Perspectivas Políticas e Econômicas”. O bate papo, que faz parte da programação comemorativa de 20 anos da Amcham Brasil na capital federal e contou com a participação do jornalista e comentarista de política e economia da Globo News Valdo Cruz e com o economista chefe do Banco do Brasil, Ronaldo Távora.

Valdo, que atua há 30 anos em Brasília cobrindo política e economia, abriu o evento compartilhando análises a respeito dos últimos acontecimentos do país.  Para ele, os últimos acontecimentos políticos que geram impactos na economia: o avanço das reformas, as crises no exterior — como a disputa entre o Irã e os Estados Unidos —  e o surto do novo coronavírus na China.  

O bate-papo seguiu com a apresentação de Ronaldo. A ideia do economista foi levar aos empresários e gestores cinco proposições que pudessem embasar as perspectivas econômicas ao longo de 2020. Entre elas os acontecimentos no exterior, a continuação das reformas no país, e a taxa mínima da Selic, considerada histórica no país.

Na visão do economista, a baixa taxa de juros traz, mesmo que de forma lenta, esperança ao mercado e fôlego para os altos índices de desemprego. “A combinação entre a taxa de juros que afeta os créditos e a recuperação do mercado de trabalho faz com que a demanda nas empresas aumentem, gerando um ciclo virtuoso”, analisa, lembrando que os “juros baixos” é o novo momento do país e isso deve se manter.

Durante a palestra, Távora completou que neste momento é mais interessante olhar a geração de emprego ao invés da taxa de desemprego em si. “Quando eu tenho sinais de recuperação, muitas pessoas que tinham desistido de procurar emprego, e eram chamadas desalentadas, voltam a procurar, se tornando desempregadas. Assim, se tende a inflar um pouquinho a taxa de desemprego nos momentos de recuperação”, explica.

Além disso, ele destacou os impactos diante dos acontecimentos no exterior. O coronavírus como sendo uma forte variável que pode afetar diretamente a economia do país, já que a China em 2019 foi responsável pela importação de 80% da soja brasileira. “O ambiente externo tem muita incerteza: em janeiro nós tivemos o início de um conflito entre o Irã e os Estados Unidos, depois veio o coronavírus, o que nesse momento mais preocupa, porque a China tem importância na economia mundial, no mercado de commodities e relevância para nossa pauta exportadora”, alertou.

Outras variáveis, como as eleições dos Estados Unidos, também podem impactar a economia e trazem volatilidade ao processo econômico. Ronaldo destaca que, sobre esses elementos, é impossível ter controle, entretanto, há outro movimento que a sociedade não pode deixar de acompanhar: as reformas. Ele acredita que sem o avanço delas o cenário otimista em relação à economia pode acabar sendo prejudicado. 

 

O QUE É O PLANO DE VOO?

O Plano de Voo é um encontro de executivos que existe há três anos na nossa agenda. O objetivo do evento é traçar perspectivas econômicas, políticas e de negócios para o ano que inicia.

PARA QUEM É?

Lideranças empresariais, autoridades, especialistas e imprensa. Todos interessados em acessar uma curadoria de tendências, perspectivas e analises mercadológicas.

COMO FUNCIONA?

São convidados especialistas de economia, política e negócios para palestrarem e debaterem em painéis de discussão.

Clique aqui e descubra os nossos próximos eventos.