“Resultados vêm quando os processos são feitos com as pessoas", recomenda especialista

publicado 14/12/2015 13h59, última modificação 14/12/2015 13h59
Recife - O João de Lima falou no Pitstop da Amcham como criar uma cultura de resultados no negócio
joao-de-lima-4644.html

Transformar a empresa num case de sucesso é um desafio e tanto. A tarefa, porém, pode tornar-se menos complexa do que parece à primeira vista e mais palpável, quando uma cultura de resultados é implementada com sucesso na companhia. Pelo menos é isso que defende o especialista João de Lima, possuidor de uma bagagem de mais de 40 anos no RH de empresas como Grupo Gerdau e Magnesita/GP Investments.  Ele palestrou em evento da Amcham Recife, o Pitstop, durante a manhã do último dia 11, com o tema “Virando o jogo: como construir sua cultura de resultados”. 

Segundo o especialista, o primeiro passo para o sucesso de uma empresa é sistematizar os processos organizacionais, de modo a facilitar sua gestão. Para isso, é necessário dividir os elementos do negócio em elementos integrados, que atuarão de forma harmônica, sinérgica e interdependente.

A dificuldade de uma missão como essa pode assustar de início. Mas Lima se vale do exemplo do Fractal para argumentar que não é exatamente assim. Como mostra a figura abaixo, objetos fractais são divididos em inúmeras partes. Apesar da aparente complexidade, os fractais, na verdade, apresentam padrões simples, que repetem o padrão do todo, só que em escala menor. “Não se trata de nada mais do que algo simples repetido várias vezes”, diz.

Baseado nessa metáfora, João de Lima apresentou o Modelo Fractal de Gestão, que consiste em, dividir a empresa em vários elementos, sendo os principais: a Estratégia do Negócio, o Sistema de Gestão, a Gestão de Pessoas e a Liderança.

Uma vez que cada funcionário representa uma fração da empresa, para que o todo funcione bem, é necessário que cada parte desempenhe seu papel com eficiência. Daí vem a afirmação de João de Lima de que a cultura dos resultados implica “a realização das pessoas e o sucesso da companhia”.

“Os resultados vêm quando os processos são feitos com as pessoas, e não apesar das pessoas ou através delas”, diz o especialista. Nesse sentido, conta ele, o papel do RH é justamente manter as pessoas motivadas e comprometidas. “É precisa criar uma cultura em que as pessoas sejam tratadas como colaboradores, coautores e coatores”, afirma. A liderança tem papel chave nesse contexto, pois será ela a responsável pelo alinhamento da cultura dos colaboradores com a cultura da empresa.       

registrado em: