Atenção ao contrato é o ponto mais relevante para ingressar no mercado de franquias

por giovanna publicado 21/06/2011 16h57, última modificação 21/06/2011 16h57
Recife – Consultor sinaliza que identificação com produto e confiança na marca também são essenciais a quem deseja apostar no modelo.
foto_denis_santini.jpg

Ter atenção ao contrato, entender como a empresa de franchising está posicionada no mercado e se identificar com a marca e os produtos que serão comercializados são pontos fundamentais para quem deseja ingressar no mercado de franquias. Quem aponta é Denis Santini, sócio-diretor da MD Comunicação, primeira agência brasileira especializada em franquias e redes.


“Apesar de soar óbvio, o mais importante é ler o contrato com cuidado. Muitas pessoas não fazem isso e deixam de entender pontos fundamentais, como o funcionamento do fundo de propaganda da empresa, o pagamento de royalties e como se dão o fornecimento e a distribuição dos produtos comercializados”, comentou Santini, que participou nesta terça-feira do encontro de comitês de Small Business e Economia e Finanças da Amcham-Recife.

Santini recomenda às pessoas que desejam ser donas de uma franquia que, primeiramente, pesquisem no mercado pontos como a reputação da franqueadora e o perfil de seus franqueados.

Já para os empreendedores que buscam viabilizar a expansão de seus negócios por meio da implementação do modelo de franchising, Santini alerta que é preciso ter cuidado e avaliar se a companhia já tem maturidade econômica e está consolidada no mercado em que atua. O especialista recomenda que a empresa tenha ao menos dois anos de vida, ou seja, tenha dois balanços anuais para análise desses pontos.

Mercado


De acordo com Santini, o mercado de franquias no Brasil teve crescimento expressivo em 2010 e a previsão é de incremento de 15% em 2011, com a geração de mais de 62 mil empregos diretos. Para ele, o bom momento é fruto principalmente da facilidade de acesso ao crédito para estabelecimento de um negócio e do aumento do poder aquisitivo da população, principalmente das classes C e D, que tem garantido a ampliação do consumo.

Na visão do especialista, o segmento de franquias na área de educação é o que deve apresentar maior expansão nos próximos anos, com a popularização de cursos profissionalizantes e de idiomas.

 

registrado em: