Empresário não pode ficar esperando Godot, afirma escritor em Uberlândia

publicado 21/10/2015 14h54, última modificação 21/10/2015 14h54
Uberlândia – Bernardinho, Eugênio Mussak e CEOs do BCG, Beto Carrero World e Mandalah fizeram palestras no CEO Forum
ceo-forum-uberlandia-8176.html

Em sua 9ª edição, o CEO Fórum da Amcham Uberlância reuniu mais de 470 executivos do Triângulo Mineiro para discutir desafios da gestão em tempos de crise. CEOs do Boston Consulting Group, do Beto Carrero World e da consultoria de inovação Mandalah foram os palestrantes, ao lado do empresário Eugênio Mussak e de Bernardinho, técnico da seleção masculina de vôlei.

Com o tema “Vencedores por opção: Inovação, Gestão e Liderança”, o evento contou com o dobro de participações do anterior, com executivos de mais de 160 empresas da região.

As palestras ofereceram subsídios às principais demandas dos gestores para enfrentar períodos de incertezas econômicas, avalia Daniel de Macedo, gerente da Amcham – Uberlândia. “Os palestrantes trouxeram conteúdo relevante sobre gestão e liderança e o peso delas para as empresas enfrentarem o mercado no momento difícil pelo qual estamos passando”, comenta.

Eugênio Mussak, professor, escritor e empresário, citou a peça Esperando Godot, de Samuel Beckett, em uma analogia ao aspecto assertivo da liderança. Clássico da dramaturgia do século 20, a obra relata a espera de Vladimir e Estragon por um certo Godot, que nunca aparece. A última cena traz um diálogo decisivo entre os personagens. Vladimir pergunta “E então, vamos?”, ao que Estragon responde “Sim, vamos.”

“Ninguém irá aparecer para resolver nossos problemas. Nós mesmos, líderes, devemos caminhar com eles e resolvê-los, apesar das circunstâncias”, é a conclusão de Mussak.

Outro destaque foi a palestra de Christian Orglmeister, CEO do BCG, sobre profissionalização da gestão, direcionada principalmente às empresas familiares. “Um ponto que também chamou atenção de executivos de todos os segmentos foi o papel preponderante da inovação para a continuidade dos negócios. Nenhuma empresa pode permanecer mais de cinco anos sem inovar”, ressalta o gerente.

As palestras

Christian Orglmeister, CEO do Boston Consulting Group, referência global em consultoria estratégica, apresentou a palestra "Profissionalização de empresas que evoluem”. Rogério Siqueira, CEO do Beto Carrero World, maior parque temático da América Latina, abordou “valores e competências para execução de resultados”.

“O desafio da inovação na gestão” foi o tema de Tom Moore, CEO da Mandalah, eleita pela revista Fast Company a consultoria mais criativa do mundo.

Eugênio Mussak, professor, escritor e empresário, eleito pela Veja e Exame um dos palestrantes mais solicitados pelo mundo corporativo, discutiu “Os aspectos da gestão das empresas que prosperam”. Já o técnico Bernardinho, considerado o maior campeão da história do vôlei mundial, se apresentou com o tema “Vencedor por opção.”

registrado em: