5 dicas para estruturar um programa de treinamento para vendas

publicado 29/09/2014 11h01, última modificação 29/09/2014 11h01
São Paulo – Gerente de Desenvolvimento de Treinamentos da Sodexo conta como montar treinamentos eficazes
monica-torquato-6896.html

A capacitação de colaboradores pode aumentar – e muito – a produtividade das empresas. Para atingir bons resultados, é preciso que o treinamento seja bem estruturado. Isso é o que defende Monica Torquato, gerente de Desenvolvimento de Treinamentos da Sodexo, que esteve no encontro do comitê estratégico de Vendas e Distribuição da Amcham, em 24/09.

Confira algumas dicas de Monica para montar programas de treinamentos.

1. Alinhe expectativas com os gestores

De acordo com Monica, o primeiro passo é entender quais são os objetivos dos gestores ao querer estruturar um programa de treinamento. “Dependendo do que se quer alcançar, como engajamento ou desenvolvimento, por exemplo, seguimos em linhas diferentes”, diz.

2. Entenda o modelo atual e ouça o público-alvo

Analisar o programa atual de treinamentos e pedir feedback dos participantes são maneiras de verificar o que realmente gerou resultados positivos para a companhia, se é necessário fazer mudanças e, consequentemente, utilizar melhor os recursos disponíveis.

3. Análise de mercado

Outra dica de Monica é pesquisar se empresas do segmento têm as mesmas necessidades de treinamentos. “Eventualmente, é possível encontrar práticas que já estão funcionando em outras companhias e aplicá-las internamente”, explica.

4. Definição de estratégia

A partir do diagnóstico dos objetivos e do que é de fato importante incluir nos treinamentos, é mais fácil montar um programa. “A inclusão de práticas, e não apenas teoria, e interação entre os participantes foram necessidades que identificamos na Sodexo, por exemplo, e que tem trazido bons resultados”, conta.

5. Acompanhamento pós-treinamento

Para saber se o programa de treinamento é eficaz, é fundamental fazer um acompanhamento do desempenho dos colaboradores e da empresa. A participação nos treinamentos propostos não garante que o profissional conseguirá colocar em prática o que aprendeu na teoria. 

registrado em: