Desenvolvimento de liderança e utilização de big data estão entre desafios do RH do futuro

publicado 15/06/2015 16h29, última modificação 15/06/2015 16h29
São Paulo – Consultores apostam também na inclusão de todos os colaboradores no planejamento estratégico das organizações
desenvolvimento-foto01.jpg-5643.html

O desenvolvimento de lideranças está entre os principais desafios das equipes de recursos humanos, de acordo com a McKinsey. “É preciso otimizar os processos e encontrar maneiras de mostrar que o treinamento de liderança é capaz de aumentar os resultados da companhia”, explicou Fernanda Mayol, sócia da consultoria, ao comitê estratégico de Gestão de Pessoas da Amcham-São Paulo, em 11/06.

Fernanda recomenda também aliar a base de dados dos departamentos com o uso de novas tecnologias de análise. “O RH tem muita informação. Pode ser uma base de dados infindável para a empresa”, sugere. “Quanto mais você consegue medir seu impacto, mais efetivo você vai ser nesse novo cenário”, diz.

A consultoria Corall aposta também na inclusão de todos os colaboradores no planejamento estratégico das organizações. “Acreditamos que terá pouca hierarquia dentro e fora das empresas, além de relações de troca orientadas por propósito compartilhado”, afirmou o consultor e sócio Vicente Gomes, durante apresentação ao comitê da Amcham.

Para ele, as empresas deverão investir ainda mais no desenvolvimento de lideranças e automatizar funções transacionais e repetitivas. “A liderança nutre e cuida da evolução da cultura e das pessoas”, comenta.

Gestão horizontal

O Vagas.com é uma empresa que põe em prática as sugestões das duas consultorias. A companhia optou por manter uma gestão horizontal – isto é, sem hierarquia e com autonomia – que acaba incentivando a integração da equipe. “Queríamos preservar o espírito de empresa pequena”, destaca o fundador Mario Kaphan. “Não temos muitos chefes, mas a liderança é forte.”

A união dos colaboradores é fundamental para o planejamento estratégico, feito por meio de processos participativos. “Quanto mais vertical a gestão, mais complexa é a tomada de decisão”, opina.

Kaphan conta que não há metas predefinidas no Vagas.com, inclusive para a equipe comercial. “Nosso objetivo é atingir cada vez melhores resultados”, diz.

Cada time se reúne quinzenalmente para analisar a evolução dos resultados e inventar novas formas de fazer melhor, o que tem trazido bons resultados para a empresa, de acordo com ele. “Já são 16 anos de crescimento contínuo, nunca inferior a 19% ao ano”, revela.

RH do Futuro

A Amcham e a Fundação Getúlio Vargas lançaram, em abril, a publicação RH em Movimento: Uma perspectiva do que se espera do profissional de Recursos Humanos, feita em parceria entre professores da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV-EAESP) vinculados ao NEOP (Núcleo de Estudos em Organizações e Pessoas) e profissionais do comitê estratégico de Gestão de Pessoas da Câmara.

O estudo aborda quais as competências necessárias para os profissionais da área de recursos humanos em seus diferentes níveis de atuação.

Baixe aqui a publicação completa. 

registrado em: