Empresas interessadas em ações de marketing relacionadas à Copa de 2014 devem estar atentas às regras da Fifa

por marcel_gugoni — publicado 28/09/2012 10h39, última modificação 28/09/2012 10h39
Recife – É fundamental observar o Programa de Proteção às Marcas da Fifa e a Lei Geral da Copa.
roberta_195.jpg

Empresas interessadas em lançar produtos ou campanhas publicitárias com referencias à Copa do Mundo de 2014 devem estar atentas ao Programa de Proteção às Marcas da Fifa, entidade organizadora dos jogos. 

Veja aqui quais são as vantagens de ser sócio da Amcham

As companhias patrocinadoras do evento e a própria Fifa possuem exclusividade de uso de marcas referentes ao campeonato, como o logotipo dos jogos e a imagem do  mascote oficial. Sua utilização indevida pode levar à aplicação de ações civis ou penais contra os responsáveis, alerta Roberta Jaroslavsky, diretora de Desenvolvimento Turístico e Capacitação da Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo 2014 no Recife (Secopa-Recife). 

“Os governos federal, estaduais e municipais assinaram termo de comprometimento do País sede com a Fifa para o cumprimento das regras”, comentou Roberta, que participou do comitê de Marketing da Amcham-Recife nesta quinta-feira (27/09). 

Nas regiões no entorno dos estádios, a exibição de marcas também é restrita aos patrocinadores do evento. 

Veja aqui quais são as vantagens de ser sócio da Amcham

Roberta destaca que todo o uso das marcas oficiais é monitorado pela Fifa tanto nos estádios quanto no comércio do país-sede e na internet. Marcas nominativas também são protegidas a exemplo de “Fifa World Cup”, “Mundial 2014”, “Brasil 2014” e “World Cup 2014”. 

Além do Programa de Proteção às Marcas, Roberta recomenda que as empresas observem a Lei Geral da Copa (nº 12.663/12), que estabelece, entre outros pontos, as condições de vendas de ingresso, proteção e exploração dos direitos comerciais. 

Reforço da conscientização 

Em Recife, onde, de acordo com pesquisa realizada pela Amcham em abril, cerca de 39% dos empresários da área de marketing já estruturam ações de propaganda e publicidade relacionada ao mundial, Roberta afirma que haverá uma intensificação nas atividades da Secopa-Recife para conscientizar o empresariado quanto ao uso das marcas. 

“Já trabalhamos em seminários e workshops voltados para agências de comunicação e a partir de 2013 vamos aumentar o número de ações nesse sentido”, informou. 

Ela indica que empresas com dúvidas quanto à utilização das marcas e divulgação de campanhas relacionadas à Copa devem recorrer à organização do evento em cada cidade-sede ou à Fifa para mais informações.

registrado em: