Filtros institucionais não podem existir em ações de comunicação interna, diz gerente de RH

publicado 05/06/2014 08h46, última modificação 05/06/2014 08h46
Campinas- O Comitê de Gestão de Pessoas discutiu, em 04/06, os principais caminhos para se construir uma comunicação sólida e de confiança dentro da empresa

Para Fabrícia Abreu,Executiva de Recursos Humanos e Sustentabilidade da Elektro, a confiança é o ponto principal para que a comunicação interna ocorra com sucesso.

“Quando a comunicação com o colaborar acontece diretamente, sem filtros, ele se sente respeitado e adquire confiança no emissor das mensagens, e quando há confiança, as informações chegam aos destinos corretos”, afirma ela, que participou do Comitê de Gestão de Pessoas, em Campinas, no dia 04/06. 

A participação dos gestores também é um ponto essencial, e a empresa deve criar canais de acesso, onde o colaborador possa entrar em contato direto com os superiores, sem que sua mensagem precise ser repassada, afinal, toda vez que essa mensagem passa por um filtro ela pode sofrer alterações e diferentes interpretações, o que dificulta a comunicação correta e gera conflitos internos.

“Quando o Gestor é preparado, e tem a mente aberta para discussões e questionamentos, a comunicação se torna muito mais simples e os resultados mais eficazes”, diz  Fabrícia. A comunicação direta com os gestores faz com que os problemas sejam reportados e resolvidos com maior eficiência, e isso afeta inclusive na produtividade, melhora resultados e cria novas alternativas para as barreiras.

Thomas Peunter, Diretor de Rh da John Deere America na America Latina, afirma ainda que a informação e a linguagem devem estar  alinhadas com a realidade interna da empresa, para que apesar de se direcionar á uma pessoa específica, a mensagem seja entendida por todos, “A relação entre receptor e emissor tem que ser boa, e a linguagem alinhada, pois caso eles não se compreendam, a comunicação pode ser tornar um grande problema, e não uma solução, como deveria ser.” 

Quanto á quais informações devem ser repassadas a empresa, a regra é clara, todas. Boas ou ruins, as informações devem ser repassadas. “Temos que repassar todos os resultados, bons ou ruins, mas temos que pensar sempre duas vezes na maneira em que iremos nos comunicar e ter certeza que será da melhor forma possível, pois tudo depende do contexto e você tem que compreendê-lo antes de se expressar” avisa o diretor.

 

registrado em: