GPO é alternativa para empresas negociarem compras em alta escala e baixo custo

publicado 02/09/2014 09h31, última modificação 02/09/2014 09h31
São Paulo – Entenda o que são as Global Purchaising Organizations e seus benefícios
carlos-oyama-5740.html

As GPO (Global Purchasing Organization) podem ser uma alternativa interessante para empresas negociarem compras em alta escala e baixo custo. Isso é o que analisou Carlos Oyama, diretor de Suprimentos e Logística do Hospital Israelita Albert Einstein, no último encontro do comitê estratégico de Supply Chain, da Amcham, em 28/08.

Oyama explica que as GPO são entidades jurídicas, compostas por empresas associadas com interesses em comum. Elas contam com ferramentas para simulação de preços e ajudam a analisar quais são os melhores fornecedores em relação à qualidade e custo-benefício de produtos e serviços oferecidos.

“O principal benefício de ser associado a uma GPO é a redução de custo nas compras, que pode ser de 10% a 15%”, conta. Além disso, outras vantagens da negociação por meio dessas organizações são a simplificação do processo de compras e apoio no planejamento e gerenciamento dos negócios.

“A prática não é utilizada no Brasil, porque ainda há imaturidade em relação às compras, mas certamente traria benefícios às empresas”, diz.

Nos Estados Unidos, por exemplo, as GPO tem bastante participação em compras do setor de saúde. De acordo com Oyama, 98% dos hospitais estadunidenses participam dessas associações, que são responsáveis por 72% das compras feitas.

registrado em: