Investir em treinamento e escutar mais devem fazer parte do desenvolvimento do vendedor

publicado 17/04/2014 14h51, última modificação 17/04/2014 14h51
Recife - Autor do livro "Aprenda a Negociar com os Tubarões", Jorge Menezes, falou sobre o tema no Fórum de Qualificação Empresarial da Amcham
jorge-menezes-5482.html

Na arte da venda, um bom vendedor deve ser objetivo e entender mais sobre o que o cliente deseja. Nada de trabalhar no piloto automático. "Um dos principais pecados de um profissional da área é tentar adivinhar o que potencial comprador quer. É preciso construir argumentos sólidos que mexam com o instinto, razão e emoção do cliente", comentou o especialista Jorge Menezes, professor e diretor executivo da Radar Executivo Business School. 

Autor do livro "Aprenda a Negociar com os Tubarões",  Menezes ministrou o Fórum de Qualificação Empresarial da Amcham-Recife, em 16/04, e abordou o tema "Atitudes Vencedoras em Vendas". Cerca de 100 profissionais da área participaram do evento.

Erros comuns 

Usar o discurso padrão, queimar etapas do processo e não explorar todas as possibilidades são alguns dos principais erros cometidos na hora da venda. "Percebo uma falta de organização geral nos vendedores de hoje em dia. Eles não usam todos os recursos disponíveis, desperdiçam oportunidades e chegam despreparados nas reuniões, se garantindo no feeling, o que nem sempre dá certo e demonstra certo amadorismo", argumentou.  

Para Menezes, treinamento e atualização constante são as chaves na construção de atitudes vencedoras durante a venda. Já acomodação e o medo da mudança configuram o modo ultrapassado com que alguns profissionais do segmento trabalham. "Há a falta de preparação e a resistência ao treinamento. É preciso pesquisa e estudo para se adquirir técnicas mais atrativas, coerente com a atualidade. É importante lembrar que palestra motivacional não é treinamento", explicou o professor, que ainda apresentou o Ciclo de Inteligência em Vendas.

"Gerenciar emoção, tempo, prioridades energia e, principalmente, ideias e palavras é essencial durante o processo. A apresentação do profissional somada à mudança de discurso por perguntas inteligentes passam confiança e normalmente conseguem identificar do que o cliente precisa", completou Menezes.

registrado em: