Mais de mil empreendedores e executivos paranaenses se reuniram no Amcham Business Day de Curitiba

publicado 29/08/2018 17h21, última modificação 03/09/2018 13h36
Curitiba – Em palestra, diretor da BMW compartilhou ações para retomar liderança em segmento premium

A tecnologia pode tanto reinventar negócios como abrir portas para mercados maiores, disse o especialista em empreendedorismo Sandro Magaldi. “Se por um lado a tecnologia é uma ameaça a modelos de negócio estabelecidos, por outro ela nos dá a oportunidade de competir com qualquer empresa do mundo em qualquer mercado”, observou.

Magaldi foi um dos palestrantes do Amcham Business Day em Curitiba, que reuniu em 23/8 mais de mil empreendedores, profissionais e executivos na sede do UniCuritiba. Durante o dia, os participantes interagiram em palestras, workshops e rodadas de negócio.

A edição 2018 do Business Day explorou o tema “A velocidade da transformação”, presente nas palestras e workshops da feira de negócios. Uma delas foi com o diretor da BMW no Brasil, Mathias Hofmann. Na montadora, o processo de transformação digital foi necessário para enfrentar os desafios impostos pelos novos hábitos de consumo e instabilidade político-econômica.

Para voltar à liderança do segmento automotivo premium, Hofman detalhou algumas ações que a empresa pretende seguir. “Estamos liderando uma nova era de sustentabilidade, digitalização e novas tecnologias no setor de mobilidade individual”, afirmou o executivo. No Brasil, Hoffmann é responsável pela fábrica da BMW em Araquari (SC).

Experiência versus posse

O exemplo da indústria automotiva foi usado pelo consultor de carreiras e autor de best-sellers sobre as novas gerações, Sidnei Oliveira, para demonstrar a mudança na forma como as pessoas se relacionam com os produtos e marcas.

“O consumidor moderno está trocando a posse pela vivência que o produto pode proporcionar”, assinalou. Para Oliveira, as empresas devem vender uma experiência e não um produto, se quiserem se adaptar ao gosto dos novos consumidores.

Simultaneamente às palestras principais, as salas do Unicuritiba também sediaram workshops sobre temas como design de experiências e neuromarketing, uma sala de finanças com simulação de bolsa de valores, uma área de comércio internacional e diversas rodadas de negócios.