Medir características subjetivas é fundamental para entendê-las

por giovanna publicado 04/11/2010 18h41, última modificação 04/11/2010 18h41
Campinas - Indicadores de satisfação de clientes de funcionários são exemplos de pontos a serem analisados.

Cada vez mais as empresas no Brasil percebem a importância do uso de indicadores para medir o desempenho geral, de departamentos e funcionários para assim poder direcionar ações de melhoria. Tudo fica mais difícil quando se trata de questões subjetivas, como satisfação de clientes ou motivação de funcionários, mas, ainda assim, é importante o esforço de tentar mensurá-las, defende Ronia Oisiovici, gerente de Qualidade da Rhodia.

 

"Mesmo sendo difíceis de medir, é necessário observar os indicadores subjetivos e tentar entendê-los. Não se pode controlar aquilo que não se mede", alerta Ronia, que participou do Fórum de Gestão para Resultado da Amcham-Campinas nesta terça-feira (05/10).

 

De acordo com ela, a conversão de dados qualitativos em quantitativos exige uma ferramenta mais elaborada do que os índices tradicionais. O uso da estatística pode auxiliar, atribuindo ao comportamento humano um valor real, recomenda ela.

 

Escolha de Indicadores

 

Há muitas ferramentas disponíveis para mensuração de desempenho, porém nem todas atendem as demandas específicas das empresas. Segundo Ronia, o indicador deve ter exatidão e precisão adequada, possuir um target, ou seja, um objetivo, ser compreendido por todos e de fácil análise. "Os indicadores que não permitem análise não servem para nada”, sentencia.

 

Alciomara Kukla, diretora da KPMG, acrescenta que os índices precisam estar relacionados à estratégia estabelecida pela organização. Juntamente com as metas, eles são fundamentais para a eficácia nas ações. "Sem definir indicadores muito precisos, não há gestão para resultados. As metas e os indicadores são essenciais para que haja priorização das tarefas", argumenta ela.

 

Outro ponto importante é que os indicadores sejam conhecidos pelos funcionários, como lembra Mirian Moreira, diretora de RH da WABCO. Esse engajamento é essencial para o cumprimento das estratégias e metas corporativas.

 

 

registrado em: