Pesquisa da Amcham: proporção entre empresas que planejam aumentar ou manter investimentos em Marketing se inverte em 2012

por daniela publicado 20/10/2011 15h16, última modificação 20/10/2011 15h16
São Paulo – Em 2010, olhando para 2011, 54% apostavam em crescimento dos aportes na área e 45% em manutenção. Agora, com 2012 em perspectiva, 53% esperam expansão e 42% estabilidade.

Pesquisa realizada pela Amcham, em parceria com o Ibope, junto à base de associados da entidade revela que, ao olhar para 2012, 53% das companhias pretendem manter seus investimentos nas áreas Comercial e de Marketing e 42% têm planos de ampliá-los. A sondagem mostra uma inversão do resultado captado na sondagem anterior, conduzida em 2010 com 2011 em perspectiva, quando 54% apostavam em crescimento e 45% em manutenção. Agora, também aumentou a fatia das que planejam cortar aportes (5% versus 1%).

Os dados fazem parte da pesquisa “Business Round Up – Perspectivas 2012” da Amcham, que mostra a visão do empresariado com relação à economia e aos negócios no próximo ano.

Estratégias e destinações

As principais estratégias de marketing e comerciais para o próximo ano estarão focadas no aprimoramento do relacionamento com fornecedores e clientes (53%); nas ações para valorização das marcas (21%) e dos produtos (21%) e nas políticas de precificação (5%).

Nesse contexto, os investimentos em 2012 serão direcionados a ações de relacionamento (23%, um aumento de 5 pontos percentuais em relação à sondagem anterior); ampliação de valor de produtos e serviços (16%); lançamento de novos produtos (13%); estratégias comerciais envolvendo preços e prazos de pagamento (13%); utilização de novos canais de vendas (9%); treinamento de equipes (9%); comunicação (4%); aumento das equipes (3%) e ações com marcas (3%).

O estudo mostra que 71% das empresas prevêem aumento na quantidade de novos produtos a serem lançados no próximo ano sobre a base de 2011. No planejamento, estão produtos com diferenciadas abordagens – voltados a segmentos específicos (40%); com inovação (36%); com maior competitividade de preços (13%) e os voltados a canais específicos (11%).

Em função de mudanças na distribuição e crescimento de renda, 44% pretendem expandir as estratégias de produtos e negócios para as classes A e B em 2012; 27% ampliarão para a classe C; e 18% para as classes D e E. Entretanto, a maioria destacou que os planos permanecerão no mesmo nível que foi projetado para 2011. Também foi apurado que 45% das empresas têm intenção de atingir novas regiões do País.

Questionados sobre as ações que visam inovação em marketing, os entrevistados responderam que pretendem implementar principalmente promoções ligadas a públicos específicos (26%); novas formas de divulgação (21%); e incremento na captação de informações externas para a concepção de novos produtos e serviços (21%).

Mídias sociais, retrato atual e futuro

A pesquisa da Amcham aponta que 66% das empresas utilizam as mídias sociais no desenvolvimento dos seus negócios, sendo que 41% as empregam há um período entre seis meses a um ano; 33% entre 1 e 2 anos; 12% entre 2 e 3 anos; 10% há menos de seis meses; e 4% há mais de três anos.

Atualmente, 88% afirmaram que atuam ou pretendem atuar no Facebook; 81% no Twitter; 59% no LinkedIn; 44% no Youtube; e 11% no Orkut, entre outras.

Em 2012, as companhias pretendem atuar nas mídias sociais enfatizando as ações de marketing e divulgação de produtos e serviços (75%); o monitoramento da marca ou do mercado (59%); a gestão do conhecimento (41%); as vendas ou a captura de oportunidades (39%) ; e o suporte a cliente, fornecedores e parceiros (39%). 

As estratégias de comunicação das empresas considerarão a integração das mídias online e offline totalmente segundo  35% dos respondentes e parcialmente conforme 48%.

Comunicação

O levantamento da Amcham procurou identificar a evolução da distribuição dos investimentos direcionados à comunicação. A tendência é de estabilidade ou aumento de investimentos em todas as mídias, sendo que as online ganharão maior reforço: 66% dos entrevistados afirmaram que haverá aumento dos recursos destinados aos sites próprios; 63% indicaram maiores aportes em redes sociais; 55% aplicarão mais em e-mail marketing e 18% em celular.

Outros 27% responderam que vão ampliar o orçamento para campanhas na mídia impressa, 16%, na rádio e 19% através de mala direta. Apenas 8% expandirão os investimentos em ações na TV aberta e 5% na TV fechada.

A redução do orçamento em comunicação foi apontada por uma minoria, com destaque para mala direta (8% dos respondentes).

Vendas

Com relação especificamente a vendas, em 2012 as companhias darão mais importância em suas estratégias de negócios para venda direta (43%), redes sociais (39%), vendas em eventos (31%), canais de parceiros (31%) e e-commerce (29%).

 

registrado em: