Redes sociais podem ser utilizadas como ferramenta para construção de marca pessoal

publicado 25/06/2014 11h59, última modificação 25/06/2014 11h59
Campinas – Consultora deu dicas das melhores formas de usar os canais sociais no ambiente corporativo
carla-falcao.jpg-5947.html

Vista muitas vezes como comprometedora da produtividade das organizações, as redes sociais podem ser utilizadas pelos gestores para reforçar sua postura e perfil profissional diferenciado, ajudando na construção de uma marca pessoal. É o que afirma Carla Falcão, consultora publicitária e Planner de Social Media na AVANTI! Comunicação.

Durante o Encontro de Mulheres Executivas da última quarta-feira (18/06), ela discutiu quais são as melhores formas de alinhar o comportamento pessoal e profissional com as redes sociais, para que sua imagem e a da empresa estejam sempre positivas.

“As redes sociais são uma arma de liderança, que se forem bem utilizadas podem se tornar disseminadoras de uma boa imagem da empresa e do profissional”, explica ela, que acredita que estes canais são ferramentas contemporâneas importantes para a construção de uma marca profissional, baseada em valores, ética e forma de atuação.   

Através de cases, como o aplicativo “Fired Me” – que detecta todas as menções negativas relacionadas ao ambiente profissional - Carla Falcão exemplificou como as redes sociais podem trazer malefícios à imagem profissional de uma pessoa que não sabe utilizá-las com a moderação e a etiqueta devidas.

“Indiretamente, nas redes sociais, você mostra coisas sobre sua personalidade, gostos, opiniões pessoais, desejos, e muitas outras características, que podem se alinhar ou não com os ideais da empresa, podendo gerar até demissões”

Para Carla há certas “Regras Básicas” que todo profissional de uma empresa deve seguir para que os problemas relacionados ao uso da internet e das redes sociais, sejam minimizados. 

Confira algumas dicas da especialista:

Cuidado com post´s e conteúdo de sua vida pessoal: Evite se expor demais nas redes sociais e colocar sua segurança em risco.

Fotos de família com mito dados: Essas informações podem expor demais a segurança da sua família, e qualquer um pode além de usar os dados, copiar as fotos e usá-las indevidamente.

Discussões de Temas Polêmicos: Na internet, são naturais as discussões de ideias. É sempre bom, tomar cuidado com comentários sobre temas polêmicos – como religião, política, preferência esportiva e opções sexuais. Manifeste-se com respeito!

Postar comentários negativos sobre o trabalho: a internet não deve ser um canal pelo qual os profissionais desabafam sobre acontecimentos da instituição. Um desabafo pode ser mal interpretado e pode comprometer sua carreira e reputação.

Informações financeiras e compra de bens: Deixam uma porta aberta para a entrada para os mal-intencionados. Fotos do carro novo na garagem ou da nova televisão de 40 polegadas que acabou de comprar podem ser arriscadas.

Fofoca e difamação: A fofoca nunca é recomendada. Um fofoqueiro nunca é bem visto pelos demais. Não fale de ninguém. Ninguém ganha pontos depreciando os outros.


Crises

Para que uma empresa consiga evitar esses tipos de problemas, é necessário que criar um canal onde os profissionais possam realizar suas reclamações e esclarecer suas insatisfações e educar os profissionais para que eles otimizem o uso das mídias sociais. Já para o profissional que acaba se envolvendo nesse tipo de situação, a melhor solução é sempre admitir o problema e enfrentá-lo, procurando junto com a empresa a melhor solução.

No entanto o contrário também é válido, não são apenas os funcionários que deslizam na hora de utilizar uma rede social, muitas empresas insistem em querer criar os famosos “Virais” – vídeos, movimentos, publicações e etc. que se tornam populares em poucos segundos- e na tentativa de forçar o acontecimento da campanha publicitária, acabam criando uma imagem negativa tanto do produto em si, quanto da empresa como um todo.

 

registrado em: